Assembleia Legislativa lança campanha para incentivar vacinação de idosos no RN

Publicação: 2021-03-04 18:10:00
A Frente Parlamentar em Defesa e Valorização dos Direitos da Pessoa Idosa da Assembleia Legislativa lançou no último dia 25 de fevereiro a campanha "Vacina é vida", com o objetivo de mobilizar os potiguares sobre a importância da imunização contra covid-19. A campanha, em parceria com a Pastoral dos Idosos da Arquidiocese de Natal e com os Conselhos Municipais em Defesa das Pessoas Idosas do Rio Grande do Norte, destaca a necessidade da vacinação de toda população idosa do estado.

“Essa vacinação acontece não só no Estado, mas no Brasil, e é importante desmistificar a questão da vacina porque não há caminho mais seguro para essa doença que não seja a vacina”, destacou o deputado Hermano Morais (PSB), integrante da Frente.

Créditos: João Gilberto/ALRNCampanha é em parceria com Pastoral dos Idosos da Arquidiocese de Natal e com os Conselhos Municipais em Defesa das Pessoas IdosasCampanha é em parceria com Pastoral dos Idosos da Arquidiocese de Natal e com os Conselhos Municipais em Defesa das Pessoas Idosas

"Desde o ano passado, com o surgimento da pandemia, focamos o trabalho na situação dos idosos e nas políticas públicas direcionadas para essa população. Agora entramos na luta para que 100% dos idosos do RN possam ser vacinados e estejam imunes ao novo coronavírus”, disse o deputado Ubaldo Fernandes (PL), presidente da Frente Parlamentar.

Para a representante das Pastorais do Idoso da Arquidiocese de Natal, Zeneide Fernandes, é preciso a adoção de políticas públicas voltadas aos idosos do Estado. “Um momento oportuno que vivemos para conversarmos sobre os direitos da pessoa idosa. A pandemia trouxe à tona a importância dessa população e a necessidade de políticas públicas que permitam o respeito aos direitos e valorização da pessoa idosa”, ressaltou.

Para o presidente da Comissão dos Direitos da Pessoa Idosa da OAB/RN, Davi Sales, a campanha vem conscientizar a população idosa da necessidade da vacinação para a continuidade da vida. “Quero parabenizar a iniciativa e engrandecer a importância de uma campanha como essa. Entender o respeito às prioridades e aos direitos do idoso. A sociedade civil pode contribuir com isso”, frisou.

A ex-presidente do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa, Lúcia Secotti, trouxe como pauta a necessidade de agilizar a vacinação como forma de preservação da vida. “Importante ressaltar que enquanto o mundo está vendo a diminuição dos casos, o Brasil está vivendo um novo pico. Quanto mais a vacina demorar a chegar, mais vidas serão ceifadas. Daí a importância dessa campanha para que os direitos da pessoa idosa sejam respeitados”.