Cookie Consent
Artigos
Assistência farmacêutica ao paciente onco-hematológico
Publicado: 00:00:00 - 17/12/2017 Atualizado: 11:14:39 - 16/12/2017
Isabelle Medeiros Resende
Farmacêutica - Casa Durval Paiva/CRF-2541

O farmacêutico tem o papel de orientar o paciente de forma clara e segura sobre todas as informações do medicamento prescrito que será usado por longo período de tempo, como horários, o que pode ocasionar, a forma de guardar, como deve ser tomado, se há algum tipo de interação com alimentos e explicar a importância dos efeitos terapêuticos. O profissional atua tentando minimizar algum tipo de problema, que possa interferir na farmacoterapia (tratamento em pacientes com medicamentos), através do acompanhamento farmacoterapêutico. 

Esse acompanhamento, onde há a intervenção do farmacêutico, proporciona ao paciente uma melhor qualidade de vida, pois as prescrições médicas são produzidas para tratar e curar doenças. Mas, se usado de forma inadequada, estes pode trazer efeitos indesejados e riscos à saúde.

A assistência farmacêutica é realizada sem agendamento, de acordo com a necessidade de cada paciente. O farmacêutico interage com o paciente e seu acompanhante na busca de solucionar problemas relacionados, ou não, com a prescrição. Ouvindo cada acompanhante/paciente, analisando a situação, monitorando o uso, através de uma ficha de dispensação, que contem os dados do paciente, as medicações dispensadas e as orientações fornecidas. O profissional cuida diariamente da terapia medicamentosa, o que reflete positivamente na evolução do paciente. Os medicamentos são fornecidos pela Casa de Apoio Durval Paiva ao paciente, mediante apresentação da prescrição médica.

A multidisciplinaridade da Casa permite que o paciente tenha um enfrentamento integral na busca pela cura, melhorando sua qualidade de vida. O cuidado interdisciplinar, envolvendo outros setores, proporciona a comunicação dos profissionais fazendo com que a rotina de tratamento seja adequada a todos os serviços prestados, intervindo de acordo com a necessidade do paciente.

Aconselhar o paciente serve como prevenção de erros, fazendo com que este tenha uma melhor adesão ao tratamento e seja solucionado qualquer problema relacionado à terapêutica. A eficácia do tratamento dependerá muito do paciente e seu acompanhante, que deverão seguir as orientações principais para garantir a eficácia da farmacoterapia.



Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte