Ataques de tubarão adiam continuidade de etapa

Publicação: 2018-04-17 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Margaret River (AE) - A Liga Mundial de Surfe (WSL, na sigla em inglês) optou por não realizar mais baterias hoje (no horário local) na etapa de Margaret River, na Austrália, por causa de incidentes envolvendo tubarões na área próxima onde são realizadas as competições.

O surfista potiguar venceu a etapa em Bells Beach
Incidentes envolvendo tubarões adiam etapa em Margaret River

Dois ataques de tubarões ocorreram nas últimas 24 horas, causando pânico e assustando os surfistas. Em Cobblestones, o italiano Alejandro Travaglini foi mordido na perna e teve de ser socorrido de helicóptero e levado para um hospital em Perth. Já o dinamarquês Justin Longrass foi atacado em Lefthanders.

Em suas redes sociais, os surfistas brasileiros declararam que a situação é bastante tensa. O potiguar Italo Ferreira, líder do campeonato disse: "Dois ataques de tubarão em menos de 24h aqui na Austrália. Detalhe: apenas alguns quilômetros de onde está sendo realizado o evento. Muito perigoso, não acham? E, mesmo assim, continuam insistindo em fazer etapas onde o risco de ter esse tipo de acidente é 90%. Aí eu pergunto: a segurança dos atletas não é prioridade? Já tivemos vários alertas", disse.

Em tom de desabafo, Italo comentou. "Fica o questionamento: dinheiro e o entretenimento de uma 'visita' inusitada de um tubarão valem mais que uma vida? Espero que isso não aconteça com nenhum de nós. Eu não me sinto confortável treinando e competindo em lugares assim", continuou.


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários