‘Atentado’ a secretário

Publicação: 2011-02-26 00:05:00 | Comentários: 0
A+ A-
O secretário de Segurança de São Paulo, Antonio Ferreira Pinto, teria sido vítima de atentado, há dias, segundo fontes policiais, mas o fato nem sequer entrou para as estatísticas da criminalidade. O carro que conduzia o secretário, um Corola blindado (alugado por seu gabinete) teria sido atingido por cinco tiros, na região do Parque São Lucas. Apesar do susto, o secretário não foi atingido e nem ficou no local.

"Quando propus salário mínimo de R$ 600, examinei os números”

José Serra (PSDB) sustentando que a estratégia de Dilma é política e não econômica

Operação abafa

Há um curioso esforço para encobrir o suposto atentado, negado pela  assessoria do secretário. No B.O., o motorista não mencionou o chefe.

Manobra

O boletim de ocorrência, sem citar o secretário, foi registrado na 35ª DP, bem longe da região onde o fato ocorreu, sob jurisdição da 42ª DP.

Perguntar não mata

Terá Kadafi se inspirado no “amigo e irmão Lula” para criar a “bolsa-quibe” de US$400 mensais para aplacar a fome de fúria da população?

Fibra 

Seis profissionais da organização Médicos sem Fronteiras já estão na Líbia desde ontem (25). Dizem que é grande o número de feridos.

Território americano

O serviço secreto americano tomará posse do hotel Golden Tulip, à beira do lago Paranoá, em Brasília, a partir do dia 1º e até 25. Ninguém sairá ou entrará sem autorização dos agentes. A família Obama ficará hospedada por 24 horas. A cozinha será americana, dos cozinheiros aos mantimentos, além do serviço de quarto. Obama ocupará uma super-suíte de 700m, onde se incluem duas suítes privativas, salão de visitas, dois gabinetes (um para a primeira-dama), mesa de 30 lugares.

Casa Branca voadora

Já no dia 1º, chega ao Brasil um jato cargueiro com 250 pessoas, a maioria seguranças, com duas limusines e doze furgões blindados.

Truculência

Se Dilma bobear, com Obama no Planalto, a copa vai ser tomada pelos ianques: até a água do cafezinho será americana. Ou não haverá café.

Sem reciprocidade

Armas de seguranças de presidente do Brasil são retidas na chegada, nos EUA; os de Obama não entregarão suas pistolas Sig Sauer P229.

Opção era nadar

Sem o jato Legacy da FAB, que requisitou, o chanceler Antônio Patriota teria dificuldades de seguir de Washington a um buraco, Granada, para a Cúpula da Comunidade do Caribe, nossa fronteira marítima norte.

Caça à francesa

A expulsão do casal brasileiro Maria e Paulo de Vasconelos mobiliza moradores de Toulouse. Diz o jornal La Dépêche que um dos filhos nasceu na França, onde o casal vive legalmente. Um tribunal decidirá a questão em março. Até lá, os caças Rafale ainda estão de molho...

Confiança

Cassio Cunha Lima (PSDB-PB) e Jáder Barbalho (PMDB-PA) já se sentem senadores: acreditam que, com o voto do ministro Luiz Fux, o Supremo Tribunal Federal validará a Lei do Ficha Limpa só para 2012.

Fracasso

A prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins (PT), pediu licença de dez dias para cuidar da saúde. Ela saiu do “eixo” diante das criticas pela gestão, quase tão desastrosa quanto a de Maria Luiza Fontenele.

Rebimboca

Um “pique de luz”, segundo o Serpro, a estatal de processamento do governo federal, teria tirado o sistema do ar em São Paulo, na quinta (24). Na verdade, derrubou dois no-breaks. E não existe gerador.

Coceira africana

Um jornal de Brazavile escreveu “Sassou Nguesso, cai fora!”, convocando protestos na capital. Diz que o presidente tem fortuna de US$ 51 milhões em contas até no Brasil e a população morre de fome. Numa visita em 2007, Lula disse que “o Congo ensina democracia”.

Usos e costumes

Nove anos após o então candidato Lula brincar que “Pelotas é a maior exportadora de veados”, o governador Tarso Genro (RS) cria um setor de promoção dos direitos dos gays, lésbicas, bissexuais etc.

A regra do jogo

Azedaram as relações do ex-prefeito de São Bernardo William Dib com o governador paulista, após Geraldo Alckmin negar-lhe um prometido cargo. Dib deixou a vice-presidência estadual do PSB para virar tucano.

E o perdedor é...

Não, o filme brasileiro “Lixo extraordinário”, concorrendo ao Oscar, amanhã, não é documentário sobre os políticos brasileiros.

continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários