Atleta inscrito: segurança garantida

Publicação: 2017-10-01 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Garantia de segurança e conforto. Os seis mil inscritos esperados para a Meia Maratona do Sol 2017 vão garantir acesso exclusivo a uma série de benefícios que só estarão disponíveis para os que estiverem com o número de peito afixado e o chip da prova. De acordo com o regulamento, só os que estiverem portando esses dois itens poderão acessar as áreas de largada e chegada, bem como cruzar o pórtico.
Organizadores da Meia Maratona do Sol explicam como os atletas podem garantir uma corrida tranquila e segura, evitando problemas de última hora. As inscrições para prova seguem abertas
A medida é necessária para a segurança de todos. Uma vez dimensionada, a prova é toda licenciada e organizada para aquele determinado número de participantes. A presença da famosa "pipoca" desequilibra essa equação, que pode resultar em complicações desde a diminuição na hidratação para os inscritos, até demora no atendimento médico.

"Toda prova é planejada de acordo com padrões internacionais de segurança, atendimento médico e hidratação. Esses números são medidos de acordo com a quantidade de inscritos. Quando a 'pipoca' toma grandes proporções, acaba fugindo do nosso controle. Por isso pedimos para que os inscritos nos ajudem, chegando na hora e evitando trazer pessoas não inscritas para correr. As famílias, no entanto, são bem-vindas para acompanhar os atletas, já que oferecemos uma vasta área para que todos possam acessar livremente, torcer e receber seu campeão ou campeã de volta", explica Gabriel Negreiros, diretor da Fábrica de Esportes, um dos organizadores da prova.

A 4ª edição da Meia Maratona do Sol será realizada no dia 11 de novembro de 2017, com largada – a partir das 16h – e chegada na Arena das Dunas, em Natal. Faltando menos de um mês para o fim das inscrições, quase cinco mil pessoas já confirmaram presença na prova que é considerada uma das mais importantes do país, por atrair atletas de todos os estados brasileiros, aquecendo os setores de turismo, comércio e serviços locais. As inscrições seguem abertas até 22 de outubro ou até encerrar o segundo lote e devem ser feitas exclusivamente no site: www.meiamaratonadosol.com.br, no valor de R$ 110.

“Uma vez inscrito, o atleta fica assegurado de todos os benefícios que o evento oferece previamente estabelecido no regulamento e disponibilizado no site do evento. Dentre as benesses, está o seguro do atleta, indispensável para todos os participantes”, explica um dos organizadores da corrida, Nilvado Pereira, diretor da HC Sports.

O atleta não precisa estar devidamente uniformizado para participar da prova. "Vale lembrar que o uso da camisa oficial da Meia do Sol não é obrigatório, pois muitas vezes o corredor é patrocinado por alguma empresa ou assessoria esportiva. No entanto, sem a identificação recomendada de número de peito e chip, o atleta não terá acesso ao local de largada e demais benefícios da prova”, complementa Nivaldo Pereira.

Elaborada de acordo com as normas técnicas estabelecidas pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), a Meia Maratona do Sol cumpre com as normas de segurança estabelecidas pelo Corpo de Bombeiros e Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA). A medida visa garantir a segurança dos desportistas.

Com isso, os chamados corredores “pipoca” não poderão participar junto com os atletas devidamente inscritos, dada a grande quantidade de participantes que vão percorrer as distâncias de 21km, 10km e 5km oferecidas pela Meia do Sol.

Reta final de preparação
Há quatro anos, o administrador de empresa Duilo Oliveira, 36 anos, encontrou nesse tipo de esporte a ajuda que precisava para vencer a luta contra a balança. Por recomendação médica, começou a praticar o exercício e, nesse período, já conseguiu deixar para trás, além da indisposição e mal-estar, quase 15 quilos. Atualmente, o potiguar corre com um grupo de amigos formado pela Sábado Runner três vezes na semana, faz musculação e associa as atividades com uma alimentação balanceada. “Graças ao apoio dos meus amigos e familiares, posso dizer que sou outra pessoa”, comenta o desportista.

Para Vanderson Câmara, 36 anos, que também é administrador de empresa, a corrida de rua sempre foi um dos seus esportes preferidos. A paixão foi intensificada há 11 anos após sofrer algumas lesões no joelho, impedindo-o de jogar futebol. De lá para cá, já participou de dezenas de corridas de rua no Rio Grande do Norte e em outros estados do Brasil.

“Minha diversão é a corrida de rua. Sempre digo que existe um Vanderson antes e depois de entrar para o esporte. Ao escutar o som da autorização da largada e ouvir o grito da torcida, sinto como se estivesse em um campo de futebol. Por isso, os torcedores são muito importantes, pois nos ajuda a ter um resultado positivo, uma vez que corrida é o indivíduo contra ele mesmo”, diz o atleta.

Mais sobre a Meia do Sol
Como nos anos anteriores, a Meia do Sol está dividida na categoria individual geral feminino e masculino e atletas com deficiência (ACD), subdivididas em cinco classes, no feminino e masculino: Cadeirante (CAD), deficiente visual (DV), amputado - membros inferiores (AMP), amputado - membros superiores (DMS) e deficiente intelectual (DI).

Os primeiros a iniciar a prova são os da categoria Atletas com Deficiência (ACD) dos 21km, às 16h. Na sequência, larga a categoria geral 21km, às 16h05. Logo, às 16h18 é a vez dos Atletas com Deficiência dos 5km e 10km, ao passo que a geral dos 5km e 10km começa a prova às 16h20. “A fragmentação de horários foi feita com o intuito de oferecer conforto e segurança aos atletas, de acordo com a orientação da Confederação Brasileira de Atletismo”, pontua Gabriel Negreiros.

As vias que receberão os percursos são: BR-101, acessando o Campus Central da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) pela Avenida Passeio dos Girassóis, seguindo pela Avenida Doutor Sólon de Miranda Galvão até a Avenida Engenheiro Roberto Freire, pelo anel viário da universidade, em direção a um dos mais belos cartões postais da cidade, a Via Costeira, quando retorna ao estádio, no bairro de Lagoa Nova, voltando pelo mesmo itinerário.

Nessas vias, o trânsito sofrerá alterações para liberação de trechos aos participantes. Para garantir o mínimo de transtornos para os natalenses que não vão participar da corrida, a Meia do Sol contará com o apoio da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU) e das polícias rodoviárias Estadual e Federal.

Além de ser realizada pela HC Sports e Fábrica de Esportes, responsáveis por organizar os principais eventos esportivos do Rio Grande do Norte, a Meia Maratona do Sol conta com patrocínio máster da Caixa Econômica Federal.

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários