Cookie Consent
Esportes
Atleta potiguar é convocado para disputa do Sul-Americano
Publicado: 00:00:00 - 01/05/2022 Atualizado: 12:48:37 - 30/04/2022
A história do Rio Grande do Norte é marcada pelo talento dos norte-rio-grandenses no esporte, seja ele de cunho estadual, nacional ou mundial. Dando continuidade a esse legado, o nome da vez é o do potiguar João Antônio Evangelista,17 anos, que foi convocado para a Seleção Brasileira de Beach Handeboll.
Divulgação
Jovem talento, João Evangelista disse que está treinando forte

Jovem talento, João Evangelista disse que está treinando forte


A convocação foi realizada este mês e oficializada por meio dos canais oficiais da Seleção Brasileira. No decorrer da trajetória esportiva, que tem aproximadamente 10 anos de história, João Antônio, que é aluno do Complexo Educacional Contemporâneo, em Natal, se destacou como jogador do time Milka Hand Beach Natal (MHB-RN).

“Essa conquista é o símbolo de que todo o meu esforço e dedicação valeram a pena”, comenta o atleta. João Antônio já está se preparando para o primeiro desafio como integrante da Seleção de Beach Handeboll que irá ocorrer no dia 5 de maio, durante os Jogos Sul-Americanos da Juventude, em Rosário, na Argentina. O Brasil terá uma delegação de 230 atletas, que irão disputar em 26 modalidades diferentes.

Nessa perspectiva, o jogador de beach handeboll destacou ainda o papel importante de Francisco Canindé Vital Júnior, na trajetória dele, pois além de ser treinador ele é o pai de João. “ As minhas maiores conquistas foram ao lado do meu pai, que desde muito cedo me apoiou e incentivou a jogar handeboll. Para mim, ele é um grande exemplo de disciplina e resiliência e só tenho a agradecer por tudo”, declarou o jovem.

O educador físico Canindé Vital, que acompanha a trajetória de João desde cedo, e é técnico a aproximadamente 13 anos, do time de handeboll do Contemporâneo, comentou as dificuldades enfrentadas pelo esportista devido a falta de patrocinadores que possam colaborar para os custos em relação aos treinos e competições. “É uma pena a falta de investimento nos atletas locais que estão no início da carreira por parte dos governantes. O jovem competidor precisa de apoio desde a base e não apenas depois de conseguir o sucesso profissional ", declara o treinador.

Pelo lado paterno da história, Canindé afirmou que se sente realizado com o sucesso do filho. “É um sentimento único ter um filho atleta e poder ver ele representar a Seleção Brasileira em um campeonato. Estou muito feliz com essa conquista que é o início de uma nova trajetória profissional na vida do João”, afirmou Canindé.

João Antônio explica ainda que está com uma rotina de treinos regrada para ter um bom desempenho durante os Jogos Sul-Americanos, e, no futuro, ser convocado para o mundial na Grécia, em junho. O atleta do Contemporâneo não abre mão de focar nos estudos, mas está de olho também nas muitas medalhas que pode ajudar a trazer para o Brasil e para o Rio Grande do Norte.

Confira o histórico esportivo:

Atleta ouro do JERNS 2018;

- Vice-campeão da Copa Nordeste de Handeboll de Seleções em 2019;

- Campeão do JERNS 2019;

- Terceiro lugar no Brasileiro de Beach Handboll em 2019.

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte