Natal
Auditores têm assembleia na quarta-feira (10)
Publicado: 00:00:00 - 06/01/2018 Atualizado: 00:24:43 - 06/01/2018
A situação complicada em que se encontra as finanças do Rio Grande do Norte, cujo os primeiros reflexos são os constantes atrasos no pagamento de salários aos servidores, começa a afetar os auditores fiscais do Tesouro Estadual. Fernando Carvalho de Freitas, presidente do sindicato que representa a categoria, informou que no próximo dia 10 os auditores farão uma assembleia para avaliar a situação de uma forma geral: “Vamos tratar dos atrasos salariais, e do pacote de ajustes que o Governo pretende apresentar. A partir desse encontro. Vamos definir qual será o nosso posicionamento”.

O presidente do Sindicato dos Auditores Fiscais do RN (Sindifern) declarou que “se o governador Robinson Faria quer fazer um pacto, ele precisa ampliar o debate e ouvir os trabalhadores. Temos (os auditores fiscais do Estado) propostas para resolver, pelo menos, metade do déficit atual do RN. Se houver investimento na estrutura da Secretaria Estadual de Tributação (SET), no sentido de combater a inadimplência e a sonegação, resolvemos 50% do problema” assegurou.

Fernando Freitas acrescenta que “está na hora do Governo ir atrás dos primos ricos, Ministério Público do RN, Tribunal de Contas do Estado, Tribunal de Justiça do RN e Assembleia Legislativa do RN. Não existe mais isso de sobrar tudo para o Executivo”.

Debate com a sociedade
O Fórum Estadual dos Servidores, que volta a se reunir nessa segunda-feira (8) às 15h, na sede do Sindicato dos Servidores Públicos da Administração Indireta do RN (Sinai) no bairro de Lagoa Nova, irá discutir com todos os servidores do Estado a crise atual e suas implicações. O encontro é aberto a todos os servidores.

“A proposta é tirar um planejamento de como devemos atuar daqui para frente. Na pauta também vamos discutir o pacote que será apresentado pelo Governo do RN, que impõe a retirada de direitos trabalhistas, redução de empregos, aumento de alíquota de contribuição previdenciária, e o fim dos planos de cargos e salários. Essa é a ideia do Governo, que também pretende vender ativos do patrimônio público”, disse Janeayre Souto, presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público da Administração Direta do RN (Sinsp/RN).


Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte