Autópsia revela que Porsche bateu a 160 km/h

Publicação: 2014-01-03 20:43:00 | Comentários: 0
A+ A-
O acidente envolvendo o ator Paul Walker e seu amigo, Roger Rodas, ainda causa dúvidas. O Porsche Carrera GT 2005 em que estavam colidiu com uma árvore e pegou fogo, matando os dois, no dia 30 de novembro de 2013. A autópsia realizada pelas autoridades americanas foi divulgada nesta sexta-feira (3). Os resultados apontaram que o veículo estava a 160 Km/h no momento da batida.
ReproduçãoAtor se destacou no papel de um policial na saga Velozes e FuriososAtor se destacou no papel de um policial na saga Velozes e Furiosos

"O motorista dirigia o Porsche Carrera GT vermelho (...) a uma velocidade perigosa, de aproximadamente 100 milhas por hora (160 Km/h)", descreve o relatório.

O ator tinha 40 anos e seu amigo, que dirigia o carro, 38 anos. Os exames toxicológicos apontaram que ambos não haviam consumido drogas ou álcool antes do acidente.

Roger Rodas perdeu o controle do veículo, ainda por razões desconhecidas, e colidiu fortemente contra uma árvore e um poste de luz. Ainda segundo o relatório divulgado hoje, "a força da colisão fez o veículo girar 180 graus (...) e o lado do passageiro se chocou contra outra árvore, antes de o carro explodir em chamas".

O documento afirma que Walker foi encontrado "calcinado" e em posição "pugilística", que indica "a forma como os músculos do corpo se contraem devido ao calor, até adotar a postula similar a de um boxeador". Os corpos não puderam ser identificados visualmente devido à extensão dos ferimentos.

Paul Walker se destacou no papel do policial Brian O'Conner, na saga Velozes e Furiosos. As gravações do sétimo filme da franquia foram suspensas temporariamente.

continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários