Baía Formosa está pra peixe

Publicação: 2020-01-17 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Terra de frutos do mar saborosos, de belezas naturais paradisíacas, e do atual campeão mundial de surf, Baia Formosa está com tudo. Esse recanto do litoral sul potiguar promove neste fim de semana a 10ª edição de seu tradicional Festival Gastronômico Baía Formosa. Serão três dias, de sexta a domingo, para celebrar os sabores que vêm daquele mar, com direito a oficinas culinárias e shows musicais à noite. O evento já faz parte do calendário cultural do estado e é aguardado com ansiedade por moradores, comerciantes, e proprietários de restaurantes e pousadas.

Créditos: Rogério VitalSerão três dias para celebrar os sabores que vêm daquele mar, na cozinha dos restaurantes e nas oficinasSerão três dias para celebrar os sabores que vêm daquele mar, na cozinha dos restaurantes e nas oficinas
Serão três dias para celebrar os sabores que vêm daquele mar, na cozinha dos restaurantes e nas oficinas

O festival manteve o tema “Da pesca para o prato...um mar de sabores”, uma celebração ao pescados da região, principalmente a albacora, ou atum amarelo, o peixe símbolo do comércio e das cozinhas de Formosa. A estrutura do evento está montada no mirante da cidade, local com vista privilegiada, entre estandes de restaurantes e bares locais. Estarão presentes o Porto Galeão, Flor do Caribe, Barraca dos Paulistas, Atelier Mine Confeitaria (participante da 5° temporada do Que Seja Doce, Programa do GNT), Fina Massa, Casa do Hambúrguer, e Amália Boas Doces Finos.

A tenda do mirante contará com uma cozinha experimental equipada para atender os chefs locais das oficinas. O chef Victor Hugo Guerra vai trabalhar o prato  lombo de atum selado com farofa de caranguejo e barbecue de caju; o chef Thiago Gomes estará com o tartare de albacora com azeite de carvão e guacamole; e a chef Simone Grazy vai mostrar como se faz o arroz cremoso de coco com açafrão, duo de camarão e albacora com crosta de castanha de caju e redução de frutas amarelas.

Após as oficinas gastronômicas  será a vez dos shows. Serão dois por noite, começando na sexta-feira com a cantora Nara Castro, e o cantor Alan Persa, famoso pelos  shows de rua que faz em Natal, onde desfila um romântico repertório de rock/pop; no sábado, cantarão André Rangel, e o performático Rodolfo Amaral e seus sambas; no domingo será a vez de Fernando Luna, músico veterano de bandas baile desde os anos 70 e 80 (Terríveis, Impacto 5), e que toca um pouco de tudo; ao lado de Zé Maria Pescador, um filho de Formosa que foi descoberto por Ney Matogrosso, teve CD produzido por ele, e teve música em trilha sonora de novela.

Baía Formosa está em estado de graça. Após ter seu filho pródigo Ítalo Ferreira aclamado mundialmente, a cidade também está comemorando neste festival a sua emancipação política. “Os três dias dias serão como se fosse um carnaval pra gente. Temos muita coisa pra comemorar”, afirma Marcelly Madeiro, secretária de turismo e meio ambiente do município. Segundo ela, as expectativas sobre o evento aumentam a cada ano. O festival costuma atrair gente de Nova Cruz, Canguaretama, Vila Flor e Goianinha, além de um grande público paraibano também.

Créditos: CedidaOficinas Gastronômicas atraem público local e turistas em busca de dicas e novos saboresOficinas Gastronômicas atraem público local e turistas em busca de dicas e novos sabores
Oficinas Gastronômicas atraem público local e turistas em busca de dicas e novos sabores

A secretária afirma que a cultura pesqueira é exaltada durante o evento, mas não é obrigatória entre os restaurantes e chefs, que são livres para criar os pratos que desejarem. A albacora só é obrigatória mesmo nas oficinas. Nas praias, os pratos mais pedidos são a albacora frita, e os caldos de peixe e o caranguejo. Os pais de Ítalo Ferreira também tomam conta do Bar e Restaurante do Porto, uma das opções da cidade.

Além do festival
Quem vai curtir Baía Formosa além do festival conta com muitas belezas para aproveitar. Caminhadas na praia podem ser feitas por pessoas sozinhas com segurança no sentido sul, até a praia de Bacupari, no lugar chamado de “os cajueiros”. Mais do que isso é recomendado andar em grupos (ou na companhia de guias) e o passeio pode se estender até a praia de João do Santo, após Barreirinhas, para conhecer o Santuário das Tartarugas. 

Passeio de buggy: no Mirante ou na frente do hotel Chalemar sempre tem bugueiros à disposição para passeios até a praia do Sagi, que fica na divisa com a Paraíba. Passeio de quadriciclo - Para conhecer as praias sentido Sul (Sagi) e Norte (Barra de Cunhaú). Passeio de barco: dá para ver golfinhos! Para contratar, e só ir ao Porto. (Colaboração: Eliade Pimentel)

Serviço:
10º Festival Gastronômico de Baía Formosa. De sexta a domingo, litoral sul, a 100km de Natal. Acesso gratuito.







Deixe seu comentário!

Comentários