'Bacurau' agita o Sertão potiguar

Publicação: 2018-04-13 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Isaac Ribeiro
Repórter

Bacurau é uma ave misteriosa, da família das corujas e de hábitos noturnos, denominação também, entre alguns nordestinos, do último transporte coletivo da noite ou madrugada, ônibus ou trem... Mas “Bacurau” também é o nome do novo filme do diretor Kleber Mendonça Filho — de “Aquarius” e “O Som ao Redor” —, novamente em parceria com o roteirista Juliano Dornelles, que está sendo rodado no município de Parelhas e em outras locações do Seridó, interior do Rio Grande do Norte.

O por do sol  no sertão ilustra o cartaz de “Bacurau”, filme que mistura de thriller e ficção científica. No alto, equipe filma na região
O por do sol no sertão ilustra o cartaz de “Bacurau”, filme que mistura de thriller e ficção científica. No alto, equipe filma na região

As filmagens vêm movimentando a comunidade parelhense e de cidades vizinhas, incrementando o comércio local e o turismo rural na região. A rotina foi totalmente alterada desde o início da produção, ainda na seleção de possíveis figurantes.

Não é todo dia que você entra no mercado e dá de cara com Sônia Braga comprando miudezas. Ou então o ator Silvero Pereira (o motorista Nonato de “A Força do Querer”) circulando pelo açude do Boqueirão.

A comunidade de Barra, núcleo principal das filmagens, fica cerca de 20 km da sede do município e vem recebendo verdadeiras caravanas de curiosos em busca de uma visão sequer de algum global. Mas eles têm que se conformar em observar tudo à distância. “Ouvi dizer que viram Tony Ramos por lá”, comenta Relza Medeiros, professora da Universidade Católica Santa Terezinha, em Caicó, que reside em Parelhas. Junto com seus alunos, ela fez uma análise do impacto econômico que o filme vem causando na região.

Estrutura
O prefeito de Parelhas, Alexandre Petronilo também trata a escolha do município como de grande relevância econômica pela injeção de “grande monta” em dinheiro. Ele cita entre as colaborações da produção a procura por aluguel de casas e sítios, a melhoria de acessos à comunidade de Barra e até mesmo a inclusão de remanescentes quilombolas entre os figurantes.

“Com relação ao turismo, Parelhas vai ficar conhecida como a cidade onde foi filmado 'Bacurau'. Estamos muito felizes também pelo lado econômico, artístico e cultural”, diz o prefeito, adiantando que as equipes ficam na região até a segunda quinzena de maio.

Filmado em Parelhas  e em outras locações do Seridó, novo filme de Kleber Mendonça Filho — de “Aquarius” e “O Som ao Redor” —  mudou a rotina da comunidade parelhense
Filmado em Parelhas e em outras locações do Seridó, novo filme de Kleber Mendonça Filho — de “Aquarius” e “O Som ao Redor” — mudou a rotina da cidade

Alexandre Petronilo se reuniu, ontem pela manhã, com parte da produção do filme para tratar de assuntos ligados ao apoio para melhoria de outros acessos, estradas e pontes, prejudicados pela ação das chuvas fortes que têm caído no Seridó.

No mês passado, a professora Relza Medeiros, do curso de Administração da Universidade Católica Santa Terezinha, em Caicó, realizou uma discussão com alunos do primeiro período, a respeito dos impactos das filmagens do filme na economia do Seridó, destacando Parelhas. “É notório que gerou muito emprego e renda, muitas pessoas tiveram oportunidade de trabalho com atividades diretamente ligadas ao filme, como figurante, cozinheiro, na equipe de maquiagem, para vários setores”, diz a professora, citando ainda o aumento de clientes em supermercados, farmácias, e no chamado segundo setor da economia.

A professora conta estar havendo uma prospecção de negócio muito grande na rede hoteleira e no setor turístico como um todo. Integrantes da equipe procuram moradores de Parelhas para fazer trilhas e conhecerem as belezas da região. “Já subiram a Serra do Boqueirão, já fizeram caminhadas, foram na Serra da Rajada. Eles estão explorando nossa terra e divulgando.”

Atores e pessoal técnico também têm participado de vários eventos na cidade, interagindo com o povo, com os costumes, com as diferenças. “Não sei se é verdade, mas ouvi que Sônia Braga se apaixonou pelos bordados de Caicó”, comenta Relza.

Sônia Braga na cidade
Outra história que também já faz parte do folclore em torno do filme é um modesto ensaio fotográfico de uma garota que, de forma inusitada, foi orientado e dirigido por Sônia Braga, no hotel onde estava hospedada. Apesar do receio inicial de como o pessoal de fora se comportaria, a interação falou mais alto.

“Bacurau” é o terceiro filme de Kleber Mendonça Filho
“Bacurau” é o terceiro filme de Kleber Mendonça Filho

Relva considera o impacto social bastante positivo. Conta também haver um respeito dos moradores com o próprio código de conduta de atores e técnicos em não comentar detalhes da história do filme. “Sei que gira em torno do animal, do bacurau; um mistério com ficção científica e tecnologia, alguma coisa assim pelo o que a gente leu”, diz Relza Medeiros. 

O Filme
“Bacurau” conta história de um cineasta que pretende filmar um documentário em um pequeno vilarejo do interior do Nordeste, e que acaba sendo surpreendido por acontecimentos estranhos. Há também toques de ficção científica e mistério, muito mistério. Avesso a revelar antecipadamente detalhes dos filmes, o diretor pernambucano, Kléber Mendonça Filho, chegou a comentar tratar-se de um western ou um filme de aventura de ficção científica, passado num sertão daqui a alguns anos.

No elenco, estão estrelas como Sônia Braga (protagonista de “Aquarius”), Tony Ramos e Silvero Pereira, além de vários atores do Nordeste e de moradores da região como figurantes.

Assim como “Aquarius” foi ovacionado no Festival de Cannes do ano passado, a produção executiva aposta em mais êxito com “Bacurau” naquele que é considerado um dos eventos cinematográficos mais importantes do mundo.  

Colaborou: Cinthia Lopes, editora


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários