Natal
Bancários fazem assembleia para decidir fim da greve ou manutenção
Publicado: 10:46:00 - 06/10/2014 Atualizado: 14:35:54 - 06/10/2014
Os bancários devem  responder, ainda hoje, se aceitam ou não a contraproposta da Federação Nacional de Bancos (Fenaban) que aumentou o índice de reajuste salarial de 7,35% para 8,5%, o que represante um aumento real de 2.02%.  Também foi oferecido um reajuste de 8% para 9% (2,49% acima da inflação) nos pisos e 1,22% no vale-refeição.

A Confederação Nacional dos Bancários (Contraf) já havia orientado os bancários, que realizariam assembléias nos Estados no decorrer da noite da segunda-feira (6), a aceitarem a contraproposta da Fenaban.

Já a presidente do Sindicato dos Bancários no Rio Grande do Norte, Marta Turra, disse que a nova proposta não contempla, ainda, a reposição de 35% reclamada pela categoria, em função de perdas acumuladas no decorrer de anos.
Bancários estão em greve desde a terça-feira
Segundo ela, os bancos também não sinalizam para o fechamento de cláusulas sociais, bem como para a contratação de recursos humanos em relação aos bancos oficiais, como Banco do Brasil e Caixa, que falam em contratar mais dois mil funcionários, “o que aínda é muito pouco para o deficit de pessoal existente hoje”.

Segundo a Contraf, os bancos incluirão também na Convenção Coletiva o compromisso de que "o monitoramento de resultados ocorra com equilíbrio, respeito e de forma positiva para prevenir conflitos nas relações de trabalho". Trata-se de mais um passo no combate às metas abusivas, que tem provocado adoecimento e afastamento de bancários.

Além disso, a cobrança de metas passará a ser proibida não somente por SMS, mas também por qualquer outro tipo de aparelho ou plataforma digital.

Em relação aos dia parados, a  Fenaban propõe a compensação dos dias parados durante a greve, na forma de uma hora por dia no período de 15 de outubro a 31 de outubro, para quem trabalha seis horas, e uma hora por dia no período entre 15 de outubro e 7 de novembro, para quem trabalha oito horas.

Atualizada às 14h35.


Leia também