Cookie Consent
Economia
BB destinará R$ 24,4 bilhões para programa de agricultura familiar
Publicado: 00:00:00 - 06/07/2022 Atualizado: 22:31:42 - 05/07/2022
O Banco do Brasil destinará um total de R$ 24,4 bilhões para o Pronaf (programa com foco na agricultura familiar) na safra 2022/23, de uma oferta total de R$ 200 bilhões na atual temporada de plantio, segundo informações repassadas nesta terça-feira (5), pelo banco. O Pronaf terá um volume de recursos 43,5% superior ao da safra anterior.

Dos R$ 200 bilhões, R$ 21,1 bilhões serão aplicados em empréstimos para médios produtores pelo Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp), R$ 110 bilhões para a agricultura empresarial, R$ 24,5 bilhões em títulos agro e giro (linhas BB Giro agronegócio e Crédito Agroindustrial), além de outros R$ 20 bilhões para a cadeia de valor do setor.

As taxas cobradas no ciclo 2022/23 já foram anunciadas. As linhas do Pronaf terão juros de 5% e 6% ao ano. Médios produtores pagarão juros de 8% ao ano, no âmbito do Pronamp, e grandes produtores rurais terão taxas entre 12% e 12,5% ao ano. Esses últimos, portanto, pagam taxas mais próximas à Selic.

Apesar do dado sobre o total de recursos para o agronegócio ter sido divulgado na semana passada, o governo não havia definido o montante de recursos do Tesouro Nacional para equalização de juros. Por isso, o BB ainda não tinha o detalhamento dos recursos previstos para Pronaf, Pronamp e demais produtores.

Safra 2021/22

O Banco do Brasil anunciou, na safra 2021/22, R$ 17 bilhões para o Pronaf, R$ 17,2 bilhões para Pronamp e R$ 87,3 bilhões para demais produtores. Dos R$ 135 bilhões anunciados para a safra 2021/22, R$ 121,5 bilhões tiveram taxas de juros controladas, como o Pronaf.

Na safra 2021/22, o Banco do Brasil desembolsou R$ 153 bilhões, mais do que os R$ 135 bilhões anunciados, superando em 34% os R$ 115 bilhões aplicados pelo BB na safra 2020/21. 

Em março deste ano, o banco atingiu R$ 254,6 bilhões de carteira de crédito agro, o que corresponde a 53,4% de todo o crédito rural no Sistema Financeiro Nacional.

Plano Safra

Nesta terça-feira (5), a Secretaria-Geral da Presidência da República informou que o governo enviou ao Congresso Nacional projeto de lei para a abertura de crédito suplementar de R$ 1,2 bilhão para o Plano Safra 2022/2023.

O recurso será liberado no âmbito das ações de subvenções econômicas em operações do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), operações de custeio agropecuário, operações de comercialização de produtos agropecuários e operações de investimento rural e agroindustrial.

De acordo com a pasta, a verba será proveniente do cancelamento de despesas primárias discricionárias. "Ressalta-se que os recursos destinados ao Plano Safra constantes do Projeto de Lei estão previstos no Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas Primárias do 2º bimestre de 2022", diz a Secretaria-Geral. "O crédito em tela não afeta a obtenção da meta de resultado primário, nem o cumprimento do Teto de Gastos", acrescenta.

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte