Biometria provoca filas e tensão

Publicação: 2014-10-06 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
O primeiro turno das Eleições 2014, no Rio Grande do Norte, ficou marcado pela demora e longas filas nas seções eleitorais. Por causa de falhas no processo de identificação biométrica, alguns eleitores esperaram até três horas para votar. Em vários locais, o tempo de votação – estimado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) em 1 minuto e 14 segundos – ultrapassou os dois minutos. Nos colégios onde as seções foram instaladas, faltou paciência e sobrou reclamações.
Humberto SalesZona Sul: eleitores enfrentaram longa espera na escola estadual Walfredo Gurgel, onde funcionaram 14 seções eleitoraisZona Sul: eleitores enfrentaram longa espera na escola estadual Walfredo Gurgel, onde funcionaram 14 seções eleitorais

Pela primeira vez, o sistema biométrico foi utilizado na capital do Estado e em Mossoró – segunda maior cidade e segundo maior colégio eleitoral. Além destes, mais 47 municípios também contaram com o sistema de identificação do eleitor. Por causa desta novidade, houve atrasos no processo de votação tanto em Natal como em Mossoró.

O RN tem 2.327.451 eleitores e 52% deste universo – 1.210.275 eleitores – utilizou o sistema biométrico. Logo no início da votação, os primeiros problemas surgiram. O aparelho de identificação biométrica não conseguia fazer a “leitura” das digitais de imediato. Após oito tentativas sem sucesso, o mesário liberava a urna. No entanto, era necessário que o eleitor assinasse um documento.

Esse processo se repetiu várias vezes e atrasou a votação. No Centro Estadual de Educação Profissional Senador Jessé Pinto Freire (Cenep), zona Leste da Cidade, na seção 74, a primeira meia hora registrou morosidade. Apenas cinco eleitores conseguiram encerrar o processo. “Os dois primeiros eleitores tiveram problema. Aí atrasou tudo. Está bem complicado. Pensei que a novidade iria ajudar, mas acho que atrapalhou”, disse o porteiro  Fabrício Matias, 38 anos.

O problema se repetiu na Escola Estadual Walfredo Gurgel, em Candelária, zona Sul da capital. Lá, uma jovem chegou a desmaiar enquanto aguardava a vez de votar. Ela foi socorrida por outros eleitores e não precisou de atendimento médico.

Na escola, funcionaram 14 seções eleitorais e dois postos de justificativa. São mais de cinco mil eleitores. O motivo da demora também foi o processo de identificação biométrica. Na seção 77, a fila era uma das maiores. “Passei mais de uma hora. Está muito lento este ano”, frisou o geólogo Haroldo Abuana, 62 anos. Outros eleitores relataram um período de espera de até três horas.

A reportagem tentou ouvir a presidente da seção, mas ela não autorizou a presença da reportagem no local. Na fila, os eleitores reclamaram. “Isso é um absurdo. Nunca demorei tanto. Alguém precisa fazer alguma coisa”, disse Juliana Tavares, 37 anos. “Acho que faltou organização. O pessoal está meio desorientado”, ponderou Jaime Fonseca, 42 anos.

O problema com a identificação biométrica também foi registrado em outros Estado. Em Brasília, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Antônio Dias Toffoli, comentou o assunto.  “Tudo faz parte de um aprendizado. É como comprar um carro novo. Às vezes, você compra um carro novo e não sabe onde abre o tanque de combustível”, disse Toffoli durante coletiva de imprensa, na sede do TSE.

Redes sociais
Eleitores reclamam das filas e demora na votação em Natal

Erivaldo Pedro - Na seção 09 do conj. Gramoré já faz 50 min q estou na fila e a mesma não anda, vale informar q cheguei as 07:55 (antes de abrir o colégio) (Facebook)
@Adailton_Q2014  -
@tribunadonorte  Tá um caos na zona 040, pois juntaram duas ou três seções por sala. Filas quilométricas já se formam !  Um absurdo (Twitter)
@DanillooLeal - Fiquei 40 minutos na fila numa escola do Santarém.(Twitter)
Dan Souza - Na minha sessão o leitor biométrico não está reconhecendo a digital de ninguém. Uma fiscal nos informou que o protocolo exige 8 tentativas. Caso essas 8 tentativas não funcionem, a pessoa pode assinar o rolé e pronto. Só serviu pra tornar o processo mais lento pq foi feito nas coxas! (Facebook)
Claudiana Jerôimo Da Silva Jeronimo
- Estou revoltada passei 3:20 horas na fila!!! (Facebook)
Jullyemerson Pessoa da Silva - No parque dos coqueiros colégio Teresinha fila quilométrica desistir volto às 16h (Facebook)
Eduane Secundo - A biometria não funciona, a digital não reconhece, pra que mesmo a gente enfrentou aquelas filas lá do TRE ???? (Facebook)
Leandro L Romualdo -
Faz 1:30hs que estou na fila da seção 349 do Complexo Cultural aqui na ZN! Muita demora mesmo! (Facebook)
Amanda Narayane -
Na seção 187 na escola Amadeu Araújo estão obrigando a todos sem exceção assinar, tenha a biometria funcionado ou não. (Facebook)
Edson Silva Lima -
Eu não tive problemas pra votar no mundial colégio curso na zona norte. Eu sai do trabalho pra votar tempo e ir de novo pra o trabalho, menos de uma hora foi ótimo. (Facebook)
Sergio Matias - Essa biometria só serviu para atrasar os eleitores eu o passei mas de uma hora na fila. (Facebook)
Anderson Maciel - A leitura das minhas digitais não foram reconhecidas,eu passei constrangimento. As mesárias precisaram olhar a minha foto nas folhas dos eleitores e no meu RG. Graças a Deus fui reconhecido e exerci o voto como cidadão. (Facebook)
Gilberto Lira Lira - Meu amigo tá um caos aqui no Josefa Sampaio filas quilométricas mais de duas horas de espera. (Facebook)
@egpereira_rn - 2h55 min em uma fila p/ ‘exercer’ a obrigação do voto.  Esculhambação a gente ver por aqui #EMPPalmira #biometriasonachina (Twitter)

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários