Boletim mostra RN abaixo da meta nacional de vacinação contra o sarampo

Publicação: 2019-10-29 18:04:00 | Comentários: 0
A+ A-
Um levantamento sobre a vacinação contra o sarampo divulgado nesta terça-feira (29) pelo Ministério da Saúde, mostra que o Rio Grande do Norte ainda não atingiu a meta de 95% de cobertura vacinal em crianças de ate um ano. De acordo com o boletim, o Estado apresentou 89,55% de cobertura. Em todo o Brasil, 14 estados conseguiram atingir o índice ideal de vacinação.

Normalmente, Sesap pede ao Ministério da Saúde cerca de 16 mil doses da tríplice viral, que combate sarampo, rubéola e caxumba

O relatório do Ministério da Saúde aponta que dos 167 municípios do Rio Grande do Norte, 65 estão abaixo dos 90% de cobertura vacinal em crianças de até um ano, enquanto 6 cidades estão entre 90 e 95% e outras 96 superaram o índice de 95%. De acordo com o Ministério da Saúde, os dados foram levantados após a avaliação da caderneta de vacinação das crianças de seis meses a menores de cinco anos.

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), informou que ainda está avaliando os dados junto aos municípios, para definir as cidades que necessitam de maior atenção, e que os trabalhos de vacinação continuam. Ainda segundo a Sesap, essa foi uma campanha de reforço na vacinação da Tríplice-Viral, mas o trabalho é contínuo. Além do sarampo, a vacina Tríplice-Viral protege conta caxumba e rubéola. 

Os estados que atingiram a meta de vacinação são: Alagoas, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Espírito Santo, Ceará, Paraná, Santa Catarina, Sergipe, Rio Grande do Sul, Tocantins, Goiás, São Paulo e Paraíba. No Nordeste, os estados que assim como o Rio Grande do Norte precisam reforçar os esforços para atender a meta de vacinação são Maranhão (82,45%), Piauí (88,19%) e Bahia (82,27%).

Casos no RN:
No último boletim divulgado pela Sesap, o Rio Grande do Norte possuía quatro casos confirmados de sarampo, além de outros 47 em investigação. Até o momento, o Estado não registrou nenhum óbito em decorrência da doença. 

Os casos confirmados até agora no Estado são o de um paciente do sexo masculino de 54 anos que teve um histórico de viagem a São Paulo, o de uma criança de 6 anos, do sexo masculino, do município de Macaíba, uma criança de 1 ano e 6 meses, residente no município de Tibau do Sul, e o mais recente, de uma paciente de 19 anos, do município de Extremoz. 


continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários