Cookie Consent
Política
Bolsonaro contesta pesquisa e sugere que Datafolha faz tabelinha com instituição
Publicado: 20:28:00 - 27/05/2022 Atualizado: 20:29:32 - 27/05/2022
O presidente Jair Bolsonaro (PL) rompeu o silêncio e comentou nesta sexta-feira (27) a mais recente pesquisa Datafolha, que mostrou, nesta quinta, ampla vantagem do ex-presidente Lula (PT) sobre ele na corrida pelo Palácio do Planalto. Bolsonaro contestou os números do levantamento e questionou se o instituto fazia "tabelinha com outra instituição", sem detalhar a qual se referia.

Arquivo


De acordo com Datafolha, Lula aparece com 48% das intenções de voto no primeiro turno, contra 27% de Bolsonaro. Nos votos válidos, o petista tem 54% e o presidente, 30%, o que aponta para a possibilidade de a eleição acabar em primeiro turno.

Em transmissão ao vivo nas redes sociais na noite desta sexta (27), Bolsonaro rejeitou o resultado do Datafolha, que ainda aponta uma divisão entre o chefe do Executivo e Lula dentro do eleitorado evangélico.

"Não sou unanimidade em lugar nenhum. Mas, por exemplo, se fizer pesquisas nas Forças Armadas, uma pesquisa séria, não vai dizer que militares estão divididos, que policiais estão divididos, ainda mais depois que o Lula falou que policial não é gente", declarou o presidente na live. "O lado de lá defende o aborto, eu não. Vai falar que os evangélicos estão divididos?", perguntou. Em seguida, voltou a afirmar que o Brasil terá eleições "limpas" neste ano.

Estadão Conteúdo

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte