Bolsonaro extingue DPVAT. Seguro pagou 7 mil indenizações no RN em 2018

Publicação: 2019-11-11 19:29:00 | Comentários: 0
A+ A-
Por meio de uma medida provisória assinada nesta segunda-feira, 11, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) decidiu extinguir o seguro obrigatório de veículos, o DPVAT. Em dez anos, o seguro foi responsável pela indenização de 485 mil mortes no trânsito em todo o país. Apenas no ano passado foram pagas 7.126 indenizações pelo seguro no Rio Grande do Norte, uma média de quase 20 indenizações por dia.

Créditos: Magnus NascimentoAs empresas que prometem agilizar o Seguro DPVAT fazem até anúncios em cartazes e painéis próximos a hospitais de traumas, para onde são enviadas as vítimas de acidentes de trânsitoAs empresas que prometem agilizar o Seguro DPVAT fazem até anúncios em cartazes e painéis próximos a hospitais de traumas, para onde são enviadas as vítimas de acidentes de trânsito


O presidente justificou o fim do seguro, mediante os altos índices de fraudes e os elevados custos operacionais do seguro. O custo total do seguro ao governo federal é de R$ 8,9 bilhões. O governo estima que seriam necessários R$ 4,2 milhões para cobrir os valores pagos às vítimas. Outros R$ 4,7 bilhões seriam referentes à administração e fiscalização do recurso. ​

De acordo com o Governo Federal, o valor economizado será repassado ao SUS e ao Denatran. Segundo a União, as vítimas e acidentados no trânsito brasileiro (só de mortes são mais de 36 mil por ano), continuarão assistidos pelo SUS, pelo INSS e pelo BPC (Benefício de Prestação Continuada). Os acidentes permanecerão cobertos até o fim deste ano. A gestora do seguro, a Seguradora Líder continuará responsável pelos segurados até o fim de 2025, mas atendendo apenas os sinistros ocorridos até 2019.

Rio Grande do Norte
No ano de 2018, 7.126 pessoas foram indenizadas no Rio Grande do Norte pelo Seguro DPVAT, que oferece cobertura para todas as vítimas de acidentes de trânsito do país. A maioria, são homens (78%), envolvidos em acidentes de motocicleta (83,4%) que acontecem, principalmente, ao anoitecer, entre as 17h e 19h59 (23,6%). O RN supera a média nacional de acidentes de motocicletas que, no Brasil, correspondeu a 75% das indenizações pagas em 2018. São, em média, 16 acidentes de motocicleta que necessitam do acionamento do DPVAT por dia no Estado.

Os dados fazem parte do Relatório Anual 2018 da Seguradora Líder-DPVAT, que detalham o perfil das mais de 320 mil indenizações que foram pagas durante o ano no país, nos três tipos de cobertura assegurados: Morte, Invalidez Permanente e reembolso de Despesas de Assistência Médica e Suplementares (DAMS).





Deixe seu comentário!

Comentários