Caboré lança três filmes hoje

Publicação: 2018-10-05 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
O coletivo Caboré Audiovisual está em plena produção. Nesta sexta-feira (5) o grupo de realizadores potiguares lança de uma vez só três novos trabalhos. São eles os curtas-metragens “Enquanto o sol se põe", de Márcia Lohhs, “Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte", de Helio Ronyvon, e “Sem retrato e sem bilhete”, de Babi Baracho. A exibição dos filmes será na festa “Clímax”, que acontece no Ateliê Bar (Ribeira), a partir das 19h. A entrada custa R$ 15.

O curta “Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte” marca a estreia do diretor Helio Ronyvon na ficção. Ele é autor do mini doc “Sêo Inácio ou o cinema do imaginário”, único filme potiguar a concorrer no Festival de Cinema de Gramado. No trabalho novo, Hélio narra a história de Ciana e Zefinha, que precisam lidar com questão do passado para poder seguir em frente um pouco mais leves.

Já em “Sem retrato e sem bilhete”, a diretora Babi Baracho bebe na música “Último Desejo”, de Noel Rosa, para narrar a trajetória de Manoel, um homem que vive conflitos entre desejos e frustrações. A obra foi composta dentro de um clima boêmio e faz jus à canção a qual é livremente inspirada. Segundo a sinopse, o curta “acende os corações que sambam”. A produção foi viabilizada através de financiamento coletivo pela plataforma Catarse.

Dirigido por Márcia Lohss, “Enquanto o sol se põe” foi exibido neste ano em dois festivais de cinema, o Goiamum Audiovisual, em Natal, e o Curta Taquary, em Pernambuco, de onde retornou com o prêmio de melhor filme do júri popular. Nesta sexta-feira, a obra será lançada oficialmente.

O curta narra o drama de uma mulher com problemas no relacionamento com o marido. em busca de solução, ela visita uma benzedeira, o que a leva a seguir caminhos inesperados em sua vida. No curta o casal é vivido por Paula Vanina e César Ferrario. O elenco, dentre outros nomes, ainda conta com Múcia Teixeira, Alice Carvalho, Ênio Cavalcanti e Titina Medeiros, numa participação especial – segundo Márcia, em homenagem ao diretor David Lynch.

Climax
Além da exibição dos filmes, a festa Clímax conta com programação musical relacionado aos curtas. Uma das atrações é a Potyguara Bardo, que lançou recentemente o álbum de estreia “Simulacre”. A cantora também é atriz – ela integra o elenco do curta “Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte”. O grupo de samba Batuque de um Povo também está escalado para o evento. Eles comporão a atmosfera musical do curta “Sem retrato e sem bilhete". Completam a programação as discotecagens de Vitória Real, Gal, Amanda Lisboa e Opa Bruno.

Serviço
Lançamento dos curtas do Caboré Audiovisual - Dia 5 de outubro, às 19h | Ateliê Bar (rua Chile, Ribeira) | Ingressos: R$ 15





continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários