Cachacinha à beira-mar

Publicação: 2010-09-03 00:00:00 | Comentários: 2
A+ A-
São Miguel do Gostoso ainda não era o point turístico e promissor de hoje, quando o Bar Urca do Tubarão - na praia de São José - abriu as portas há dez anos. Atualmente, o pioneiro estabelecimento também é restaurante, cachaçaria e pousada, e se destaca como um dos lugares mais curiosos desta parte do litoral potiguar. “Defino a Urca do Tubarão como um espaço gastronômico, etílico e cultural”, diz o proprietário Edson Nobre.

Edson Nobre administra a casa, cuida da cachaçaria e ainda tem tempo de organizar o acervoA Urca do Tubarão tem espaço para 120 pessoas. A decoração conta com rádios antigos e vitrolas à válvula – e que funcionam normalmente. O local também tem uma biblioteca, que pode ser usada pela clientela. Há peças antigas, como um ferro de passar roupa na brasa e uma cadeira de dentista. A casa já conta com dois eventos anuais fixos: o Dia da Poesia (14 de março) e a “Radioterapia” (25 de setembro), onde já se apresentaram artistas natalenses como Carlos Zens e Pedro Mendes, mesclando música e poesia.

 Na hora de comer e beber, a Urca também surpreende. O cardápio tem iguarias como o camarão ao molho de tomate e cachaça; o camarão ao mel de ‘cipó de amarrar cachorro’, e a moqueca da ‘Cláudia’ (de arraia). De pratos mais comuns, serve-se galinha caipira, carne de sol na nata, e peixe frito ou cozido em postas.  A cachaça é outro ponto forte da degustação. É uma bebida artesanal, produzida no povoado de Santa Luzia de Touros, e envelhecida na Urca em quatro tipos diferentes de barril (angico, camaru, umburana e freijó), dando cor, cheiro e gostos diferentes a cada aguardente. 

 Apesar de ter incorporado uma pousada há dois anos, Edson ressalta que o restaurante ainda é o carro-chefe da Urca. O perfil da clientela se divide entre natalenses, turistas brasileiros e europeus. E o local tem uma peculiaridade: não depende da alta estação para ser bem visitado. “A atividade do kite surf, que é um dos símbolos de São Miguel do Gostoso, garante sempre um bom público nessas redondezas, com gente de São Paulo, França, Alemanha, Portugal e Espanha”, diz.

 Edson Nobre, ex-professor de química, ex-soldado da polícia, certo dia cansou da vida em Natal e decidiu abrir um negócio próprio, com vista para o mar, longe da cidade grande. Inicialmente, seria em Diogo Lopes, local que tem um rio, uma ponta e a urca do Tubarão. O nome vem de uma embarcação portuguesa típica do século 17. Mas, a instalação em Diogo Lopes não deu certo, e teve que ser transferida para outro local, ficando então na praia de São José, estrada de Gostoso. “Tivemos no começo uns 11 meses de prejuízo, até que o bar começou a emplacar”, conta.  

Hoje em dia, Edson não vê com deslumbre o crescimento de São Miguel do Gostoso e adjacências. Foi criada a Associação de Empreendedores de Gostoso, uma instituição que deseja organizar o desenvolvimento da área. “Não queremos que Gostoso vire a nova Pipa – no sentido da superexposição. Queremos investimentos mais seletos. O crescimento ainda está controlável”, diz. A associação debate assuntos como tráfego de carros, poluição sonora, espaços para kite surf, e a criação de uma Guarda Municipal. E Edson preza mesmo o sossego. “A Urca fecha religiosamente às 17h. Não quero ficar obcecado, prezo a qualidade de vida. É coisa que o dinheiro não compra”, conclui.

Serviço:

Urca do Tubarão. Praia de São José,  SM Gostoso. Aberto diariamente, de 8 às 17h. Tel.: 3693-2090/9152-4314. 

continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários

  • mdpcardozo

    EDSON, Parabéns pelo sucesso, e pelo lugar natureba que preocupa-se em conservar, precisamos desselugares para desopilar. PRABÉNS!!!

  • csmith

    Gostei...Gostei!!! muito bom..Parabens