Café, nerdices e passeios com a família

Publicação: 2018-05-11 00:04:00 | Comentários: 0
A+ A-
Ele é bacharel em Direito pela UFRN e servidor público estadual, além de ser responsável pela programação de filmes do Cineclube Natal. É casado e pai de um filho de sete anos, com quem diz partilhar atualmente suas próprias 'nerdices'.

Gianfranco Marchi, Diretor de programação do Cine Clube Natal e servidor público
              Gianfranco Marchi, Diretor de programação do Cine Clube Natal e servidor público

Mesmo com o panorama atual de descaso com a segurança pública em Natal e a falta de conservação de espaços públicos, principalmente na Ribeira, Gianfranco diz adorar a cidade onde nasceu há 39 anos.

Amante da culinária nordestina, ele tem no Mangai o seu favorito entre os restaurantes que frequenta. “Mangai consegue juntar essa nossa tradição com toques de modernidade, sem firulas.”

Ele é fascinado por Jenipabu, no litoral norte, embora afirme não ser um praiano fervoroso. Mas considera o local uma praia que se mantém bela e limpa, apesar do perene apelo turístico. “O passeio de buggy é obrigatório, assim como o de dromedários. Voltando ao assunto restaurante, recomendo muito o Bar 21, em Jenipabu, bem na beira da praia. É muito aconchegante e os pratos à base de peixe são deliciosos.”

Na praia da Redinha, outra que merece sua atenção, ele destaca a ginga com tapioca. “Uma verdadeira instituição local.”

Gianfranco não gosta de bebidas alcoólicas, por isso não tem como opinar sobre bares, já que não os frequenta. Mas adora café! Quer encontrá-lo? Ele diz estar sempre, acompanhado da família, na cafeteria Genot do Midway Mall, mais precisamente no mezanino da Livraria Saraiva.

“A junção de cultura e café é imbatível. Outro lugar charmoso que merece destaque pelo seu cafezinho especial é o Nalva Melo Café Salão, na Ribeira, local de verdadeira resistência cultural na cidade. Inclusive onde o Cineclube Natal, do qual faço parte, promove exibições periódicas de filmes e curtas-metragens toda última sexta-feira do mês. Vale muito a pena conferir”, indica o nosso entrevistado.

E já que o assunto é cinema, Gianfranco está sempre revendo filmes, até mesmo para compor a programação das mostras do Cineclube Natal. Ele diz ter revisto recentemente o clássico “As Vinhas da Ira”, do diretor John Ford. “Um filme cujo comentário social me parece mais atual do que nunca. Recomendo igualmente o livro de mesmo nome no qual foi baseado o longa, do escritor John Steinbeck.”

Como cineclubista, Gianfranco se ressente de uma programação de cinema mais diversificada nas salas de Natal, com filmes menos comerciais, exibidos em sessões mais frequentes e horários convenientes. “Mas vejo que muitos projetos bacanas não vingam também por falta de interesse do público... Então acho interessante que apoiemos as iniciativas culturais da cidade. Há muita vida fora do Teatro Riachuelo e dos shoppings.”

Um programa legal para o nosso entrevistado é frequentar os sebos da cidade, especialmente os do Mercado de Petrópolis, local pelo qual se diz encantado. Também é apreciador de passeios nas feiras livres. “São tão cheias de vida. Convoco todos a darem um passeio num sábado qualquer no vibrante bairro do Alecrim.” 


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários