Caixa inicia pagamento de parcelas extras do Auxílio Emergencial; veja cronograma

Publicação: 2020-09-30 00:00:00
Os beneficiários do auxílio emergencial, que tiveram em abril o pagamento da primeira parcela do benefício, começarão a receber, a partir desta quarta-feira (30), a primeira parcela da extensão. Em coletiva de imprensa, o presidente da Caixa Econômica Federal Pedro Guimarães, explicou nesta terça-feira (29), que somente quem recebeu a primeira parcela em abril receberá nove parcelas - cinco delas do auxílio emergencial, no valor de R$ 600 ou R$1.200 (no caso de mães monoparentais), e outras quatro do auxílio emergencial extensão de R$ 300 ou  R$ 600 (no caso de mães monoparentais).

Créditos: Carlos EmirBeneficiários que começaram  a receber o auxílio em abril terão mais quatro parcelas extrasBeneficiários que começaram a receber o auxílio em abril terão mais quatro parcelas extras

saiba mais

Assim, os beneficiários do auxílio emergencial que receberam a primeira parcela depois de abril receberão menos parcelas do auxílio extensão. Isso porque este benefício vai durar apenas até dezembro deste ano. Em portaria publicada no Diário Oficial da União na segunda-feira (28), o ministério definiu o calendário de pagamentos e de saques do auxílio. 

"Todas as pessoas receberão as cinco parcelas do auxílio emergencial. Quando o auxílio terminar, elas receberão parcelas do auxílio extensão, até dezembro", afirmou Guimarães. Uma pessoa que tenha recebido a primeira parcela do auxílio emergencial em maio, por exemplo, receberá cinco parcelas de R$ 600 até setembro. Depois, receberá três parcelas de R$ 300 do auxílio extensão (outubro, novembro e dezembro).

"Neste novo ciclo que começa amanhã (hoje), o ciclo 3, são 16,2 milhões que continuam recebendo o auxílio emergencial e 27 milhões que irão receber o Auxílio Emergencial Extensão (AEE), totalizando 43,2 milhões de pessoas", afirmou Pedro Guimarães. Segundo ele, quem teve o cadastro aprovado em abril, terá direito a até quatro parcelas do auxílio emergencial extensão. Quem recebeu a partir dos meses seguintes, receberá até três parcelas do novo auxílio.

Guimarães explicou ainda que os beneficiários do Bolsa Família receberão todas as nove parcelas. "Amanhã, todas as pessoas do Bolsa Família já terão recebido a primeira parcela do auxílio extensão", afirmou. O pagamento contempla cerca de 16 milhões de famílias.

Até agora, já foram pagos R$ 213,8 bilhões do auxílio emergencial para 67,2 milhões de brasileiros, desde abril, quando o programa foi instituído. Esse número vai aumentar um pouco mais porque o governo também confirmou nesta terça-feira que 492 mil inscritos no programa tiveram o cadastro reavaliado e validado pelo Ministério da Cidadania. Com isso, o total de beneficiários do programa será de 67,7 milhões. Outros mais de 200 mil cadastros seguem em reavaliação e poderão ser aprovados e incluídos posteriormente no calendário de pagamentos.

Segundo presidente da Caixa, houve uma redução no número de pessoas que receberam o auxílio emergencial na primeira fase e os que receberão agora pelo programa residual. No auxílio emergencial de R$ 600, cerca de 31 milhões de beneficiários que se inscreveram pelo aplicativo estão recebendo os pagamentos, mas agora esse número baixou para cerca de 27 milhões. "Foi realizada mais uma análise, algumas pessoas já voltaram a trabalhar e não têm mais direito ao auxílio, então há uma redução", disse Guimarães. 

Calendário por ciclos
O calendário de pagamentos do Auxílio Emergencial é organizado em ciclos de crédito em conta Poupança Social Digital e saque em espécie, de acordo com o mês de nascimento. A parcela da extensão começa a ser paga na abertura do Ciclo 3, que contempla também pagamentos para beneficiários que ainda estão recebendo demais parcelas do Auxílio e quem fez contestação por meio da plataforma digital entre 20 de julho e 25 de agosto e foi considerado elegível. 

No Ciclo 4, será a vez de começar a receber a parcela do AEE aqueles que tiveram a ajuda pela primeira vez em maio.  Para atender a demanda das parcelas extras, foi necessária a abertura de mais dois Ciclos: o 5 e o 6. No Ciclo 5, as parcelas do AEE começam pelos beneficiários que receberam a primeira parcela em junho. Já o Ciclo 6 será para aqueles que receberam a primeira parcela do benefício em julho. Os novos Ciclos começam no dia 22 de novembro e vão até o dia 27 de janeiro de 2021. 

Para o beneficiário que optar pelo saque em dinheiro ou transferência bancária, o calendário específico começa no dia 7 de novembro (nascidos em janeiro) e vai até 5 de dezembro (nascidos em dezembro), válidos para os ciclos 3 e 4. No caso dos ciclos 5 e 6, o calendário inicia-se a partir de 19 de dezembro (nascidos em janeiro) e vai até 27 de janeiro de 2021 (nascidos em dezembro).

Calendário de pagamentos - ciclo 3

Data número de beneficiados mês de nascimento
30 de setembro (quarta-feira) 3,6 milhões janeiro
05 de outubro (segunda-feira) 3,3 milhões fevereiro
07 de outubro (quarta-feira) 3,8 milhões março
09 de outubro (sexta-feira) 3,6 milhões abril
11 de outubro (domingo) 3,8 milhões maio
14 de outubro (quarta-feira) 3,6 milhões junho
16 de outubro (sexta-feira) 3,6 milhões julho
21 de outubro (quarta-feira) 3,6 milhões agosto
25 de outubro (domingo) 3,7 milhões setembro
28 de outubro (quarta-feira) 3,6 milhões outubro
29 de outubro (quinta-feira) 3,5 milhões novembro
01 de novembro (domingo) 3,5 milhões dezembro












Leia também: