Cookie Consent
Fim de Semana
Calma! Ainda tem Carnaval
Publicado: 00:00:00 - 28/02/2020 Atualizado: 23:23:23 - 27/02/2020
Só quem viveu sabe: o carnaval 2020 de Natal foi intenso, com dezenas de festas espalhadas por todos os pólos da cidade, atrações nacionais e locais, muitos bloquinhos nas ruas para todos os gostos, festas, afters, ruas cheias, e tudo que Momo pede na sua reinação. Hora de descansar pra curar a ressaca? Sim, mas não de parar. Ainda tem gente botando o bloco na rua neste fim de semana pós carnavalesco.

Rogério Vital
O Ômi terá uma programação com dez horas de festa.  Para encerrar, a Bandíssima vai tocar trilha de músicas populares na levada do axé, funk e samba-rock

O Ômi terá uma programação com dez horas de festa. Para encerrar, a Bandíssima vai tocar trilha de músicas populares na levada do axé, funk e samba-rock



O bloco “Ômi, tenha calma!” vai invadir as ruas do centro da cidade no sábado, com programação aberta e fechada. Já o Estúdio Carlota faz o seu “After Folia” no sábado, na calçada de sua loja em Candelária. Se hidratar direitinho, todo mundo dança.

Um grupo de amigos, entre umas e outras, pensou: por que a alegria do carnaval tem que durar só até a quarta-feira de cinzas? Assim surgiu o “Ômi, tenha calma!”, que pelo segundo ano vai fazer aquele “after” para os foliões mais dispostos. “O objetivo é promover um grande fechamento para o carnaval de Natal, que neste ano foi incrível”, afirma o músico Chico Bethoven, um dos idealizadores da festa. Cláudio Porpino, outro sócio fundador do bloco, ressalta que o bloco, além de estender a folia até sábado, também ocupa espaços tradicionais do centro histórico em seu roteiro.

O “Ômi” terá uma programação com dez horas de festa. Uma parte da festa será aberta ao público, com passagem pelas ruas do centro, e outra metade com acesso pago, a um preço acessível na sede da Funcarte. A primeira parte começará ao meio-dia, o sambão do grupo Batuque de um Povo tocando no Bar da Nazaré; às 12h30, será a vez da MPB cheia de balanço de Pedrinho Mendes tomando conta do Bardallos; em seguida, o agito vai para o bar de Zé Reiera, às 13h, com a sempre eclética Dodora Cardoso, cantando clássicos de todas as fases, incluindo frevos, marchinhas e sambas. 

A partir das 14h o bloco entra em modo de cortejo, indo de vez para a rua. Entre ruas e becos do centro, a orquestra Frevo do Xico vai sair arrastando o povo. A turma tem 19 músicos, sob o comando de Bethoven, o em 2018 lançou seu primeiro disco de compilação de hinos carnavalescos potiguares. Entre os temas do repertório estão “Se parar eu caio”, “Os Cão”, entre outros clássicos nacionais. Às 15h30, a Fobica do Jubila, projeto do músico Jubileu Filho, sobe no pranchão para animar o povo ainda mais.

Luana Thayze
Roda de Samba Batuque de um  Povo abre a programação do bloco Ômi, Tenha Calma, a partir das 12h30 do sábado

Roda de Samba Batuque de um Povo abre a programação do bloco Ômi, Tenha Calma, a partir das 12h30 do sábado



A parte fechada da folia, na Funcarte, começar às 17h, ao som da Bandíssima. O grupo foi criado  no pré carnaval do ano passado para exaltar a musicalidade das artistas mulheres natalenses. O repertório é puro bailão, com músicas populares em ritmos de axé, funk, samba e rock. O grupo é formado por Ana Morena (percussão, efeitos e voz), Raquel Oliveira (guitarra), Bibi Nobre (baixo), Rafaela Brito (percussão), Vitoria de Santi (teclado), Tiquinha Rodrigues (violino, rabeca e voz), Juliana Gonçalves (bateria) e Juliana Furtado (efeitos e backing vocal).

Às 18h30 será a vez da Orquestra Greiosa, que além das versões de clássicos do carnaval, também tem repertório autoral; às 20h, o DuSouto, que vai remixar seus hits ao vivo para deixa-los ainda mais carnavalesco, e encerrando com a banda Dubê, às 21h30, conhecida por seu show “multi-estilo”, vai tocar de tudo, entre forró, axé, pagode, e até pitadas de sertanejo.

Chico Bethoven teve um carnaval bastante animado e ainda não perdeu a sintonia com a folia. Entre seus momentos favoritos esteve o pólo Petrópolis, com show do Maestro Forró, e também do Fobica do Jubila, que mostrou um trabalho autoral e focado no carnaval de Natal. “As orquestras de frevo também deram um show de tradição, com destaque pra molecada oriunda de projetos sociais ligados à música  no subúrbio da cidade  e que estão começando a tocar profissionalmente no carnaval”, diz. Bethoven também destaca os músicos vindos do interior de todo RN, tendo esse ano um certo protagonismo do pessoal de Campo Grande, que tem uma banda de música centenária.

Folia na calçada
O After Folia do Estúdio Carlota  vai rolar na sexta-feira, das 16h20 às 21h, na calçada do Estúdio Carlota, em Candelária. É basicamente uma proposta para reunir amigos, foliões que não querem parar, e continuar a folia.  O público pode levar sua cadeira de praia ou banquinho para sentar na calçada e contar como foi o carnaval. A loja vai estar com descontos, vai ter cerveja artesanal da cerveja Perversa,  Churrasquinho do Gordinho com hambúrguer artesanal e espetinhos especiais, além de muita boa música com a playlist do Estúdio.

Divulgação
Dodora Cardoso estará no Zé Reeira cantando clássicos do frevo, marchinhas e sambas. Já a Frevo do Xico fará o arrastão do Beco até a ladeira da Funcarte

Dodora Cardoso estará no Zé Reeira cantando clássicos do frevo, marchinhas e sambas. Já a Frevo do Xico fará o arrastão do Beco até a ladeira da Funcarte



Segue o baile
Folia em março? Sim, ainda tem. Desta vez, no próximo dia 05 (uma quinta-feira), ao melhor estilo baile de salão, no clube da AABB. Será a grande final do 4º Concurso Dosinho de Marchinhas Carnavalescas, a partir das 19h, que além da apresentação das composições finalistas, ainda terá a segunda edição do concurso de fantasias. Podem concorrer fantasias individuais, duplas e em grupos. O critério é ter usado as fantasias em algum dia do carnaval.

As marchinhas classificadas são “Carnaval da Nostalgia”, por Ivando Monte; “Carnavalizar”, de Manassés Campos, Clara Menezes, Didi Avelino e Lene Macêdo.                   

“Dona Maria”, cantada por   Rodolfo Amaral e composta por Lupe Albano; “Mais uma dose de alegria”, cantada por Isaque Galvão              e composta por Carlos Santa Rosa e Sérvulo Godeiro; “O Tampa de Furico”, de  Yrahn Barreto. Abertura será com a Orquestra das Marchinhas do Maestro Papão. A noitada terá entrega do prêmio Dosinho de Carnaval 2020, e também do estandarte. A festa será encerrada com show da banda MobyDick e seu Baile de Carnaval.  

Serviço:
Bloco Ômi, Tenha Calma! Sábado, a partir do meio-dia, na Cidade Alta. Entrada na Funcarte, a partir das 17h: R$40 (inteira).

After Folia do Estúdio Carlota. Sexta, das 16h20 às 21h, na Rua Sete de Setembro, 3329, loja B, Candelária.

Final do 4º Concurso Dosinho de Marchinhas Carnavalescas. Dia 05/03 (quinta), às 19h, na AABB. Acesso gratuito.









Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte