Canal Zap - 19/09

Publicação: 2019-09-19 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Flávia Cirino
canalzap@cartaznoticias.com.br

Conversa moderna
Para Giovanna Rispoli, a trama de “Malhação” mantém um contato direto e atual com os debates da sociedade. Na pele da deficiente auditiva Milena, a atriz de 17 anos vibra com a chance de participar de uma história que levanta temáticas importantes para jovens e adultos. “Gosto muito da história. A novela tem personagens fortes e debate temas relevantes, como o racismo, homofobia, machismo e violência policial. Esses assuntos precisam ser cada vez mais abordados e discutidos. É importante para vivermos num mundo melhor”, explica. Na história de Emanuel Jacobina, Milena é filha de César e Karina, interpretados por Tatu Gabus Mendes e Christine Fernandes. Recentemente, a menina descobriu que é irmã de Jaqueline, de Gabz. A jovem é fruto de um relacionamento extraconjugal do pai. Ao saber da irmã, Milena não poupa esforços para se aproximar da jovem, mesmo contrariando sua mãe. Por ser deficiente auditiva, a jovem precisa lidar com a superproteção de Karina. “Tive de aprender bastante sobre o universo surdo, pois não tinha quase nenhum conhecimento. O meu professor de Libras tem sido fundamental para esta minha construção. Ele é surdo e é através dele que estou cada dia mais conectada com a realidade deles, me ajuda mais e mais a dar vida para a Milena”, valoriza. Antes de integrar o elenco de “Malhação”, Giovanna participou da segunda temporada de “Carcereiros”, em que interpretou Lívia. O projeto foi um dos mais densos de sua carreira. “Foi muito bom participar da série. Ao longo da segunda temporada, minha personagem cresceu e amadureceu. A Lívia contou com conflitos fortes. Eu amei essa série e acho que foi tudo impecável. As cenas na ‘Cracolândia’ e as do campeonato de jiu-jitsu foram bem difíceis. Fiquei muito feliz com o retorno tanto no ‘set’ de gravação quanto do público, isso vale toda a dedicação”, ressalta.

Bandeira branca
A chegada do juiz Douglas, papel de Milton Gonçalves, irá mudar os caminhos de “Malhação”. Conversando a sós com Lígia, de Paloma Duarte, ele consegue convencê-la de que deve ao menos permitir que Nina tenha contato com a mãe biológica, em visitas periódicas na Vara da Infância e Juventude. Com bastante serenidade, a médica diz a Rita, interpretada por Alanis Guillen, que passou da hora de elas entrarem num acordo em relação à Nina. Lígia explica que já retirou a medida judicial que a impedia de ver a criança e que ela poderá visitar Nina de quinze em quinze dias, sob supervisão, na Vara da Infância e Juventude. Rita fica decepcionada com as condições, mas aceita, resignada. As cenas vão ao ar nesta quinta, dia 19.
 
Antigo papel
Lavínia Vlasak começou a gravar suas cenas na trama de “Bom Sucesso”. A atriz irá reviver a modelo Natasha, personagem que interpretou em “Totalmente Demais”, trama também assinada por Rosane Svartman e Paulo Halm.
 
Bastidores
 O cantor Luan Santana é destaque no “Hoje em Dia”, da Record, desta quinta, dia 19. O matinal mostrará uma reportagem sobre a apresentação do sertanejo em Portugal, para onde levou a turnê do DVD “Viva”, seu mais recente lançamento. A repórter Rita Rosado acompanhou o cantor desde sua chegada a Lisboa até sua apresentação na cidade de Braga.

Mais uma vez
A Record irá reprisar “A Escrava Isaura”. O folhetim volta ao ar em outubro pela quinta vez. A trama foi originalmente exibida em 2004. Bianca Rinaldi, Leopoldo Pacheco, Théo Becker, Renata Dominguez e Patrícia França integram o elenco. A produção entrará no lugar de “Bela, A Feia”.






continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários