Cookie Consent
Natal
Médica e educador físico falam sobre cuidados e riscos em TAFs
Publicado: 00:00:00 - 03/12/2021 Atualizado: 11:21:04 - 03/12/2021
Um candidato que disputava uma vaga na Polícia Civil do Rio Grande do Norte morreu na noite de ontem (1°) após realizar o teste de aptidão física no Caic, em Lagoa Nova, na zona Sul de Natal. Ele passava pela prova de corrida quando desmaiou. 

Reprodu/WhatsApp
Luan Torquato era de Socorro, cidade do interior de Sergipe. Ele tentava ser policial civil

Luan Torquato era de Socorro, cidade do interior de Sergipe. Ele tentava ser policial civil


Luan Torquato, natural da cidade de Socorro, no interior de Sergipe, passou mal nos últimos 30 metros dos 2.100 metros da prova de corrida, que deveria ser cumprida em 12 minutos. O funcionário público de 29 anos foi atendido por uma equipe de socorro no local e foi levado à UPA da Cidade da Esperança, onde faleceu durante a madrugada.

Uma mulher que estava presente na prova e se prontificou a acompanhar o sergipano na unidade de saúde afirmou que ele chegou a despertar e ficar consciente horas depois de ser admitido na unidade. Segundo ela, Luan aparentava estar bem após receber a medicação. No entanto, ele ainda se queixava de dores no peito. Outro candidato foi à UPA para acompanhá-lo no turno da noite, mas Luan voltou a passar mal e acabou falecendo.

A Polícia Civil confirmou a morte e disse que a Fundação Getúlio Vargas (FGV), que organiza o concurso, será ouvida sobre o caso. A causa da morte e o estado prévio de saúde do candidato ainda são desconhecidos. O que se sabe até agora, segundo nota divulgada pela FGV, é que o jovem tinha laudo médico atestando sua condição física para realizar o teste.

Antes da corrida, Luan já havia sido submetido a outros testes: cinco barras com pegada supinada ou pronada, salto horizontal de 1,80m e 35 abdominais (remador). A informação de outros candidatos é de que ele havia conseguido cumprir as provas anteriores.

Problemas
.“Passar mal é comum demais”. Quem afirma é Luerber Oscar, educador físico que treina especificamente para testes de aptidões físicas (TAFs) para concursos públicos, como o da Polícia Civil. Segundo ele, Luan Torquato não foi o primeiro a ir a óbito por causa desse tipo de prova “e, infelizmente, não deve ser o último”. O motivo podem ser vários. Na experiência de Luerber, muitos candidatos “se preparam para o concurso estudando a parte teórica, mas não preparam seu lado físico”. 

A saúde geral do candidato tende a contar muito em provas de alta intensidade. A corrida que Luan teve que fazer exigia a realização de um percurso de 2.100 metros em 12 minutos, o que equivale a um rendimento de 175 metros por minuto. Segundo o educador físico, para possibilitar um bom resultado em TAFs, não pode haver negligência em três principais pilares: alimentação, exercício e repouso. “Quando uma dessas variáveis não está em acordo, pode dar problema”, explica Luerber.

A causa da morte não foi divulgada. Segundo a cardiologista Silvia Fernandes, há muitas possibilidades de motivação do óbito, pois há muitas variantes que podem ter influenciado. Houve questionamentos sobre se o laudo médico apresentado por Luan Torquato, que atestava que ele estava apto para realizar o teste, poderia estar errado, ou seja, se teria sido feito de forma superficial e deixado passar algum problema de saúde sem ser identificado. No entanto, “não há como ter certeza, porque não se sabe como foi feito o laudo médico”, de acordo com a profissional.

Um laudo médico para atividades de alto rendimento, na opinião da cardiologista Silvia, deveria ser composto principalmente pela história clínica do doente. “Oitenta por cento dos diagnósticos de qualquer doença se baseiam na história clínica do paciente”, explicou. No momento, seria identificado como vive o paciente, se sente dores com frequência, se tem falta de ar, se tem palpitações, entre outros. Aliada à história clínica, segundo a médica, deve vir o exame físico do paciente, por meio de ausculta, e exames complementares de anatomia, como ecocardiograma, e de funcionamento, por meio de esteira ergométrica, por exemplo.

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte