Candidatos ao Senado recebem o Mais RN

Publicação: 2018-09-11 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
O presidente do Sistema Fiern, Amaro Sales, alertou os candidatos ao Senado pelo Rio Grande do Norte, durante entrega do projeto Mais RN, na Casa da Indústria, sobre a grave crise  do Estado. “O Rio Grande do Norte pode terminar em pior situação que o Rio de Janeiro. Somente com a Previdência Social o déficit mensal ultrapassa os 100 milhões de reais”, disse, ressalvando que a constatação não é motivo de crítica a um ou outro governante.

Estiveram na Casa da Indústria para receber o projeto dez candidatos: Garibaldi Filho (MDB), Geraldo Melo (PSDB), Zenaide Mais (PHS), Antônio Jácome (Podemos), Alexandre Motta (PT), Joanilson de Paulo Rêgo (Democracia Cristã), João Maria Napoleão (Rede), Levi Costa (PRTB), Lailson Almeida (PSOL) e Magnólia Figueiredo (Solidariedade).

Os demais candidatos, entre os quais o Capitão Styvenson  (Rede), também foram convidado, mas não compareceram.

Depois de enfatizar a importância do Senado para o país e os estados, Amaro Sales disse que a tarefa de reorganizar as contas públicas não pode ser atribuída exclusivamente ao governador. “É uma tarefa de todos nós, independente de quem seja o governador, atuarmos – sociedade e agentes políticos – na direção da colaboração com o Governo.”

O presidente da Federação das Indústrias acrescentou  que o Mais RN é uma contribuição valiosa acerca do roteiro que precisa ser trilhado – conjuntamente – para o enfrentamento de temas de interesse do Rio Grande do Norte e voltou a defender um pacto para superação dos problemas que o estado atravessa.

Na ocasião, o senador Garibaldi Filho sugeriu que, após as eleições, os dois senadores eleitos sejam convidados para um novo encontro, na qual seriam detalhados os projetos que podem ser levados ao Congresso Nacional e que interessam ao desenvolvimento do Rio Grande do Norte.

Garibaldi Filho alertou que o Estado “está despreparado para enfrentar uma crise”. “Estamos quase alcançando o cenário da tempestade perfeita”. E prosseguiu: “O diagnóstico mostra que o maior problema está na gestão dos governantes que não conseguem dar sua contribuição para o equilíbrio fiscal do Estado. Estou à disposição para colaborar para que esta não seja apenas uma entrega simbólica.

Garibaldi Filho disse estar pronto para colaborar. “Tenhamos o cumprimento daquilo que se está sendo discutido”, destacou o senador, durante o encontro na Casa da Indústria.

O candidato a senador Geraldo Melo (PSDB) saudou “o esforço que foi feito com a elaboração do “Mais RN” como contribuição para o conhecimento da realidade econômica do Rio Grande do Norte, oferecendo uma base de informação importante a quem for selecionado pelo povo para cumprir uma missão no Senado”.

Geraldo Melo afirmou que não pretendia apresentações soluções na ocasião, porque o momento será quando se tiver colhido a decisão do dia 7 de outubro. Mas ele fez um registro que “pode ter conexão com o esforço que o próprio Sistema Fiern está fazendo, que tem haver, no momento, com a realidade da economia do Rio Grande do Norte, que enfrenta algumas dificuldades agravadas pela crise do sistema Petrobras”.





continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários