Cantadas femininas

Publicação: 2013-07-10 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Alexis Peixoto - repórter

A excelência da voz feminina na música popular brasileira é o mais próximo de um consenso de que chegam os críticos. De Clara Nunes à Tulipa Ruiz, são delas as interpretações mais fortes e emocionais para composições que marcaram época, como “Olhos nos Olhos” (de Chico Buarque, famosa na voz de Maria Bethânia) ou “Como Nossos Pais” (de Belchior, mais conhecida na versão de Elis Regina). Crítico musical experiente e  assumidamente fascinado pelas vozes femininas da MPB, o jornalista Mauro Ferreira lança essa semana no Rio de Janeiro o livro “Cantadas – A sedução da voz feminina em 25 anos de jornalismo musical”, que traça um perfil de 25 cantoras brasileiras a partir de sua produção fonográfica, compreendendo o período entre 1987 e 2012. No livro figuram vários nomes de peso entre os vários estilos que compõem a música brasileira, entre os quais Gal Costa, Ângela Rô Rô, Marisa Monte, Daniela Mercury e a potiguar Roberta Sá.
DivulgaçãoCantoras de diversos estilos musicais estão reunidas em livro de crítico cariocaCantoras de diversos estilos musicais estão reunidas em livro de crítico carioca

“Escrevo sobre tudo, mas tenho uma predileção especial pela voz feminina”, contou Mauro Ferreira ao VIVER, em entrevista por telefone. “Além da técnica, existe uma coisa de sentimento muito brasileiro nas nossas cantoras, uma emoção muito a flor da pele. Dentro da música, é o assunto que mais domino. Tanto que o livro não é exatamente de crítica musical, e sim um apanhado positivo, uma celebração minha”.

O caráter pessoal se justifica pela efeméride que acompanha o lançamento do livro: esse ano, Mauro Ferreira completa 25 anos de crítica musical ininterrupta. Atualmente colaborador da revista Rolling Stone Brasil, o jornalista estreou no jornal universitário O Municipal e logo passou a escrever para veículos de circulação nacional como O Globo, O Dia, Isto É Gente e O Estado de São Paulo.

No livro, Ferreira se debruça sobre os discos e shows de cantoras brasileiras produzidos no período que compreende sua atividade como crítico. Daí a ausência de nomes como Elis Regina e Clara Nunes (falecidas em 1982 e 83, respectivamente). “Existem algumas ausências, porque optei por escrever apenas sobre as cantoras com quem me relacionei profissionalmente nesses 25 anos”, explica Ferreira.

Em seu livro Cantadas: A Sedução Da Voz Feminina em 25 anos de Jornalismo Musical, o crítico Mauro Ferreira traz ensaios inéditos sobre famosas vozes femininasEm compensação, há espaço para veteranos em plena atividade e nomes da nova geração. A potiguar Roberta Sá figura no livro com uma análise de “Braseiro”, seu disco de estreia lançado em 2004. Ferreira, que foi um dos primeiros críticos a escrever sobre Roberta, é só elogios para a cantora. “A Roberta é uma grande artista.  Além do frescor e da voz, ela tem a inteligência e o cuidado de montar um disco, de escolher um repertório.  Para mim, é isso que define a importância de uma cantora”, analisa.

Além dos textos – todos inéditos, diga-se – o livro tem uma atrativo a mais para os amantes da música: o formato da edição imita as dimensões de um compacto de vinil. A sacada foi do designer Rodrigo Amaral, que assina o projeto gráfico do livro – e também emprestou o título da obra, tirado de um antigo blog seu. O livro será lançado no Rio de Janeiro no dia 17 de julho, no Restaurante Ettore, Leblon. A edição é da OrganoGrama Livros e conta com distribuição nacional.

Top 10

As 10 maiores cantoras brasileiras, por Mauro Ferreira

1) Nana Caymmi

2) Maria Bethânia

3) Gal Costa

4) Elis Regina

5) Dalva de Oliveira

6) Elizeth Cardoso

7) Mônica Salmaso

8) Alcione

9) Marisa Monte

10) Cássia Eller

continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários