Cantoras evocam Elza em musical

Publicação: 2019-01-11 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
A resistência de Elza Soares ao longo da carreira permite que sua trajetória possua muitas leituras e vozes diferentes. É o que acontece em verso e música no elogiado espetáculo “Elza”, que será apresentado em Natal sábado e domingo, no Teatro Riachuelo. No musical, Elza é interpretada por sete cantoras/atrizes – incluindo a potiguar Khrystal.  A direção é de Duda Maia.

Elza Soares em sete versões: Larissa Luz Janamô, Júlia Tizumba, Késia Estácio, Laís Lacorte, Verônica Bonfim e a potiguar Khrystal.
Trajetória de Elza Soares tem várias fases e releituras de sete mulheres da nova geração

No palco, Larissa Luz, Janamô, Júlia Tizumba, Késia Estácio, Khrystal, Laís Lacorte e Verônica Bonfim dividem a missão de evocar a intérprete. O espetáculo é dividido em quadros dramáticos, cada um amarrado em torno de um tema que define vida e obra de Elza Soares, desde seu nascimento e infância pobre, no Rio de Janeiro das décadas de 1930 a 1940, até os dias de hoje.

O repertório traz novos arranjos para clássicos do repertório da cantora, como “Lama”, “O Meu Guri”, “A Carne”, “Se acaso você chegasse”, “A mulher do fim do mundo”, “Maria da Vila Matilde”, “Malandro”, “Lata d’água”, “Cadeira vazia”, entre outros. Há ainda duas canções inéditas na peça: “Ogum”, de Pedro Luís, e “Rap da Vila Vintém”, de Larissa Luz.

A estrutura do texto não segue uma ordem cronológica, portanto, as intérpretes passeiam por vários momentos da vida e obra de Elza sem se ater a datas.

Serviço:
Elza. Sábado às 21h, e domingo às 20h, no Teatro Riachuelo. Entrada: R$70 (balcão/frisas), R$110 (plateia B), R$130 (camarotes/plateia A).


continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários