Capacidade é de 80 leitos, mas 61 estão disponíveis

Publicação: 2019-10-22 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Fundado em 2010, o Hospital Estadual Dr Ruy Pereira Santos funciona no antigo prédio do Itorn, em Petrópolis. Em pleno funcionamento, o Ruy Pereira tem capacidade para 80 leitos clínicos de enfermaria e 10 de UTI. Atualmente, 61 leitos estão disponíveis, todos ocupados.

O prédio que abriga o hospital apresenta vários problemas estruturais, que vão desde a parte elétrica até a falta de saídas apropriadas para casos de emergência e áreas de refugo.

Neste ano, o Hospital passou a absorver também as cirurgias que anteriormente eram feitas no Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel. Conforme mostrou reportagem da TRIBUNA DO NORTE em 10 de outubro deste ano, a mudança levou a um crescimento no número de procedimentos: até outubro, 1.737 cirurgias haviam sido realizas, das quais 400 consistiram em grandes amputações, elevando a média de 4,6 amputações semanais, de 2018, para 8,5, em 2019. No ano passado foram 1.363 cirurgias, das quais 274 foram amputações grandes (ao nível da coxa e perna).

Na semana passada, o Sindicato dos Servidores da Saúde do Rio Grande do Norte (SindSaúde-RN) denunciou que, para conseguir fechar as escalas, seriam necessários mais três médicos clínicos, 11 técnicos de enfermagem e nove enfermeiros, além de equipe de suporte como psicólogos, assistentes sociais e farmacêuticos bioquímicos, dos quais o Hospital não dispõe atualmente.

Números
1.737 cirurgias foram realizadas este ano no hospital Ruy Pereira, sendo 400 de grande amputação

8,5 amputações por semana é a média registrada na unidade referência em pé diabético





continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários