Cartinhas de Natal da campanha dos Correios esperam padrinhos

Publicação: 2018-11-09 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Yuno Silva
Repórter

Jonas de 4 anos pediu “um dinossauro” de presente. João Paulo tem 7 anos e na cartinha enviada ao Papai Noel contou que o “barraco” onde morava com a mãe e as duas irmãs pegou fogo, ele quer um carro de controle remoto ou material escolar. Luiz Henrique, 11, tem necessidades especiais e seu desejo é ganhar uma cadeira de rodas adaptada, um par de tênis número 32 ou roupas. Essas são apenas três, entre as mais de 10 mil histórias de vida contadas nas cartas recebidas pela campanha Papai Noel dos Correios no Rio Grande do Norte. A iniciativa, que comemora sua 29ª edição em 2018, envolve agências dos Correios de todo o Brasil.

Na lista de pedidos tem de brinquedos, roupas e material escolar a cadeiras de rodas.  Cartas estão disponíveis nas agências dos Correios
Na lista de pedidos tem de brinquedos, roupas e material escolar a cadeiras de rodas. Cartas estão disponíveis nas agências dos Correios

A campanha entrou na fase final e, desde a última terça-feira (6), as cartinhas estão disponíveis em todas as agências dos Correios de Natal, Mossoró e Parnamirim para serem adotadas por pessoas interessadas em ser papai ou mamãe Noel. Bola, boneca e material escolar estão no topo da lista de pedidos enviados por crianças entre 1 e 11 anos que estudam em escolas da rede pública – do berçário ao 5º Ano do Ensino Fundamental – e os presentes devem ser entregues até o dia 5 de dezembro para garantir que todos sejam entregues a tempo.

Este ano a campanha no RN envolveu cerca de 50 instituições, entre escolas públicas, associações, organizações não-governamentais e projetos sociais. Muitas cartas são adotadas por empresas parceiras e órgãos públicos, mas qualquer pessoa pode ajudar (informações de como participar no site do Correios ou através do telefone 0800 725 7282).

Stephany, 4 anos. Pedido: casinha, boneca ou bicicleta
Stephany, 4 anos. Pedido: casinha, boneca ou bicicleta

Além de Mossoró, Natal e demais municípios da Região Metropolitana, agências dos Correios em Apodi, Canguaretama, Assu, Nova Cruz, Santa Cruz, Caicó, Currais Novos e Pau dos Ferros foram mobilizadas e também participam da campanha Papai Noel dos Correios. Entretanto, das pouco mais de 10 mil cartas recebidas em todo o Estado, 80% são adotadas em Natal.  

“É interessante dizer que, tirando Mossoró e Região Metropolitana de Natal, a coordenação da campanha é local e há todo um envolvimento do comércio local”, valorizou Halinna Dantas, da assessoria de comunicação dos Correios no RN que integra a equipe que coordena a campanha. Ela explicou que todas as cartinhas são lidas, principalmente por funcionários da área administrativa da empresa, e cadastradas no “Sistema Noel” que permite o controle na distribuição dos presentes.

Moisés, de 6 anos. Pedido: cadeira de rodas para o irmão
Moisés, de 6 anos. Pedido: cadeira de rodas para o irmão

Pedidos especiais
Em 2017, foram arrecadados 10.360 presentes, mesmo número de cartas que serão contempladas este ano. Entre os milhares de pedidos foram identificados, até o momento, três pedidos especiais como o do Luiz Henrique que precisa de uma cadeira de rodas.

Para dar conta desse volume, os Correios firmaram parceria em 2018 com a Fiern e o Sistema S, UFRN, Petrobras, AleSat, Sam's, universidade Estácio (zona Norte), Tribunal de Justiça do RN, Justiça Federal, Ministério Público Federal, Advocacia-Geral da União, Tribunal de Contas do Estado, funcionários do Hospital do Coração, do Banco do Brasil e da Caixa.

“Algumas escolas da rede privada passaram a incentivar que seus alunos também adotassem cartinhas. Este ano temos confirmadas as participações dos colégios Marista e Master, e da escola Lápis de Cor”, lembrou Halinna.

As 10 mil cartas atendidas na campanha Papai Noel dos Correios colocam o Rio Grande do Norte em posição de destaque na região Nordeste: 3ª posição em números absolutos de presentes arrecadados. “Se for considerada a relação entre o número de cartas adotadas e a população do Estado, provável que estejamos em primeiro lugar”, disse Halinna Dantas. Bahia e Pernambuco ocupam as primeiras posições, o RN e o Ceará vêm logo em seguida.

Cartas

cartinha 1

“Olá meu nome é João Paulo de Queiroz Oliveira, tenho 7 anos e moro com minha mãe e com minhas duas irmãs Mariana e Ana Paula. E há três anos morávamos em um assentamento, e um dia aconteceu uma tragédia: o meu barraco queimou e eu chorei muito. Me ajude a recuperar tudo o que tinha Papai Noel.

1. (boneco) Max Steel

2. carrinho de controle remoto

3. um material escolar

E um feliz Natal para você Papai Noel. Beijos, obrigado.”

Cartinha 2

“Querido Papai Noel, me chamo Luiz Henrique tenho 11 anos e moro com minha mãe e mais quatro irmãos. Estou precisando de uma cadeira de rodas, pois sou cadeirante e tenho retardo mental, sequela de uma meningite bacteriana que tive aos meus 7 meses de vida.

Estou pedindo esta cadeira de rodas pois minha mãe não tem como trabalhar para me proporcionar uma cadeira. Onde eu faço tratamento demora mais de dois anos para chegar a cadeira que eles doam.

Observação: E para você que não pode me ajudar com a cadeira, pode me ajudar com calçado número 32 ou roupas tamanho 11 e 12 anos. Minha mãe que está escrevendo, pois não sei falar nem escrever.

Desde já muito obrigado só em ter lido minha cartinha. Feliz Natal e um próspero Ano Novo. “




continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários