CEF confirma que ajuizou execução contra o Clube

Publicação: 2019-09-14 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
A Caixa Econômica Federal confirmou nesta sexta-feira por meio de nota que ajuizou a execução de R$ 536 milhões contra a Arena Corinthians por causa de inadimplência contratual. O processo tramita na 24ª Vara Federal Cível de São Paulo.

Andrés Sanchez vai tentar fazer valer acordo que ficou no papel
Andrés Sanchez vai tentar fazer valer acordo que ficou no papel

A informação chega horas depois de o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, admitir que o clube deve dois meses do financiamento. O mandatário também informou que responderá na próxima semana, juridicamente, a notificação que recebeu do banco na quinta-feira.

Os dois lados, no entanto, se dizem abertos à conciliação. Andrés repetiu por diversas vezes durante a entrevista coletiva desta sexta-feira que o clube vai pagar o financiamento. A Caixa também encerrou a breve nota informando “que está disposta à conciliação".

Na próxima semana o departamento jurídico do Corinthians responderá na Justiça à Caixa. Andrés Sanchez não quis adiantar o que será proposto. Sabe-se que o clube tentará manter o acordo verbal que tinha com a gestão anterior do banco.

Desde o ano passado, o Corinthians tinha combinado de pagar durante oito meses do ano (de março a outubro) R$ 5,7 milhões e nos quatro outros meses (de novembro a fevereiro), que é quando há menos jogos, R$ 2,7 milhões. Apesar de o acordo não ter sido assinado, o clube vinha pagando conforme o combinado. Segundo comunicado emitido pelo Corinthians na quinta-feira o contrato não havia sido sacramentado, pois o banco pediu para ser feito após a mudança de gestão. Andrés Sanchez prefere não acreditar que a notificação da Caixa tenha relação política, já que o acordo foi costurado no governo do PT.

“Não quero acreditar nisso. Estamos falando com a Caixa Econômica Federal, uma instituição séria. O Corinthians nunca deixou de conversar. Desde que assumi, pagamos quase R$ 80 milhões. No total já foi pago R$ 170 milhões. Estamos pagando e cumprindo", afirmou.

Acordo
Também nesta sexta-feira, Andrés Sanchez revelou que o Corinthians chegou a um acordo para quitar a dívida com a Odebrecht. O presidente levou uma cópia do contrato, com firma reconhecida, para provar que não havia mais pendências com a construtora. A Odebrecht confirmou o acerto.

Oficialmente, no entanto, nem um nem outro dão detalhes sobre esse acordo. O Estado apurou que pelo acordo a Odebrecht receberá somente o valor total arrecadado com os CIDs (Certificados de Incentivo ao Desenvolvimento). Esses CIDs, que são papéis emitidos pela Prefeitura de São Paulo, tinham valor inicial de R$ 420 milhões. Corinthians e Odebrecht chegaram a discutir valores a mais que deveriam ser pagos. Mas ficou por isso.




continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários