Ceia de Natal com toque de chefs

Publicação: 2018-12-21 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
A ceia de Natal é um dos encontros mais saborosos do ano. Mesmo que a tradição seja o principal ingrediente, nada impede que novas ideias sejam postas à mesa. O FDS ouviu alguns chefs de cozinha para saber o que eles gostam de servir e saborear durante a noite do dia 24 de dezembro. Boas degustações, e boas festas.

Peru de casa e clericot da chef Cacau
A chef Cacau Wanderley, da Cozinharia, conta que vem logo à mente e ao paladar a receita de sua família do peru de Natal. “Lembro-me que começávamos na véspera, era uma grande festa. Basta fechar os alhos e consigo ver a cena: a alegria em preparar, o cheiro, o cuidado, as longas horas de forno, a farofa, as frutas e os fios de ovos e cereja que não podiam faltar para decora-lo”, conta.

Peru de natal é receita de família de Cacau Wanderley
Peru de natal é receita de família de Cacau Wanderley

Para a receita de Cacau, o peru deve estar descongelado e sem os miúdos, de aproximadamente 5kg. O tempero conta com vinho branco (200ml ou 1 xícara), cebola branca (2), alho (7 dentes), louro (3 folhas), alecrim (2 ramos), sal e pimenta. Para temperar o peru de véspera, faz-se o 'vinhad’alho' juntando todos esses ingredientes em um saco e colocando o peru dentro. E antes de ir ao forno a ave deve ser pincelada com manteiga (100g) e regada com suco de laranja (200 ml) e mel de abelha (50g). Serão mais de três horas no forno. “Para verificar se o peru está assado, fure a coxa com uma faquinha: se o líquido escorrer limpo, sem sangue, está no ponto”, ressalta.

E para beber? Cacau Wanderley também tem uma dica, o drinque 'clericot'. A bebida leva espumante (150ml), licor de laranja (30ml), refrigerante de limão (100ml), gelo (5 cubos), e as seguintes frutas: abacaxi em cubos, morango, e kiwi em cubos (50g de cada). Tudo servido numa taça. Para as ceias quentes de dezembro, uma alternativa doce e refrescante.

Sabor confortável: bolo de Sônia Benevides
A chef e consultora Sônia Benevides conta que a inspiração de sua dica é a mãe, que sempre foi uma exímia cozinheira – apesar de não ser atenta às medidas, o que dificultava a reprodução das receitas. Ela conta que ninguém esperava a meia-noite para se servir nas ceias de sua casa, e dentre os pratos que mais recorda, estão o bolo de banana. “Fiz uma adaptação para o cardápio do Marechal, e até lá figurou entre os queridinhos”, ressalta. Esse prato é a melhor definição de “confort food” para Soninha.

Para fazer o bolo: 12 bananas prata partidas ao meio, ovos (quatro), uma lata de leite condensado, manteiga (200g), farinha de trigo (200g). A massa deve ser feita na batedeira, até formar um creme. Acrescentar o leite condensado e a farinha de trigo misturada com o fermento aos poucos. A calda deve ser feita com três quilos de açúcar, queimados ao fogo até virar caramelo. Colocar as bananas sobre o caramelo, e levar a massa ao forno por até 40 minutos.   

Bolo de banana com toque especial da chef Soninha
Bolo de banana com toque especial da chef Soninha

Bolo Família da Madeira da produtora Dani Brito
A produtora cultural Danielle Brito não esqueceu mais uma guloseima saboreada em Portugal há alguns anos, o 'Bolo Família da Madeira'. Danielle pegou a receita e fez em casa, já no Brasil, mas tinha um detalhe:  “Descobri que esse bolo não se come na hora, por ser feito no inverno (de lá), fica 15 dias em temperatura ambiente. Como o nosso dezembro é de queimar os miolos, aconselho enrolar com papel filme, depois com alumínio e guardar na geladeira por pelo menos 15 dias. Fica uma delicia”, diz.

O bolo frio leva noz moscada, leite (1 xícara), bicarbonato de sódio, frutas cristalizadas (150g), nozes (75g), canela, dois ovos, melaço (200ml), manteiga (250g), açúcar (400g), banha (50g) e farinha de trigo (500g). Peneire junto a farinha, bicarbonato, açúcar, canela e a noz-moscada ralada. As frutas picadas  junto ao melaço, os ovos, o leite e as gorduras (não derretidas). Misture tudo. Ao forno, vai levar uma hora e 15 minutos.

Bacalhau confitado de Gabriela Sales
A chef e pesquisadora Gabriela Sales aposta numa iguaria tradicional da época. Para seu bacalhau confitado precisa de um 1kg de lombo de bacalhau cortado em oito postas limpas (retirar o couro e as espinhas), azeite de oliva (aproximadamente 1 litro), folha de louro (2), alho amassado com cascas (6), tomilho (1 ramo), alecrim (1 ramo), azeitonas pretas (1 xícara), cebola (1), 24 batatas bolinhas, 15 tomates cereja, pimentões amarelo e vermelho (1 de cada), e pimenta do reino. Disponha as postas temperadas em um refratário fundo, cubra com azeite.  Envolva o refratário em papel alumínio e leve ao forno em temperatura bem baixa, em torno de 100°C por cerca de 1 hora. Retire o papel alumínio, adicione os pimentões  amarelo e vermelho cortados em julienne (tirinhas), as batatas bolinhas (previamente cozidas e al dente) e os tomates cerejas e as azeitonas. Leve ao forno à 180°C por 30 minutos, ou até dourar levemente. Finalize com a salsinha em hacher (picadinha) e pimenta do reino moída na hora.



continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários