Central não possui equipamentos

Publicação: 2013-05-09 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Inaugurada no dia 30 de março de 2010, no pacote de maratona de inaugurações da então governadora Wilma de Faria antes de deixar o governo, o prédio Central da Agricultura Familiar  do RN não chegou a entrar em atividade. Para a construção, foram investidos R$ 1,4 milhão. Recursos do Ministério da Agricultura com contrapartida do governo estadual.

A construção da parte física do estabelecimento foi realizada pela Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca (Sape) e, apesar de concluído há três anos o prédio ainda não conta com equipamentos necessários para o funcionamento da central, como câmaras frias e elevadores. 

O secretário de Agricultura, José Teixeira de Souza Júnior afirma que a Central será ativada ainda esse ano e os processos estão sendo retomados. “É prioridade do governo colocar a central para funcionar ainda esse ano”.

O processo de aquisição de equipamentos foi suspenso em função das obras de construção da Arena das Dunas, informa o secretário. Como a prefeitura da cidade previa a desapropriação de uma série de imóveis localizados na avenida Mor Gouveia, endereço do prédio, as operações financeiras foram suspensas.

As negociações com a Caixa Econômica Federal já foram retomadas e mais uma estrutura para atender o plano de combate a incêndios, exigida pelo Corpo de Bombeiros, deverá ser construída.  A Central está em área cedida pela Ceasa, com 5 mil metros quadrados e foi idealizada para operar nos moldes de um supermercado, com dois pavimentos, área para feira-livre, câmaras frias, padaria, açougue e boxes de artesanato.Foi destinado um espaço para descarga de caminhões e estacionamento para 80 veículos. A expectativa era beneficiar 38.976 pessoas, com geração de 13.300 empregos diretos.

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários