Chefe de setor de informática da Prefeitura do Natal é vacinado contra Covid; sindicato denuncia

Publicação: 2021-01-20 12:04:00
A vacinação contra a Covid-19 em Natal começou nesta quarta-feira (20). Inicialmente, a previsão era de que somente profissionais de saúde que atuam na linha de frente do combate ao novo coronavírus deveriam ser vacinados. O que se viu, no entanto, foi que algumas pessoas que teoricamente não deveriam estar no grupo prioritário receberam o imunizante. 

Créditos: Reprodução/InstagramChefe de setor de informática da Prefeitura do Natal postou nas redes sociais que foi vacinado contra Covid-19Chefe de setor de informática da Prefeitura do Natal postou nas redes sociais que foi vacinado contra Covid-19


saiba mais

Uma das pessoas em questão foi o engenheiro de computação Bruno Samuel da Silva Corrêa, que ocupa o cargo de chefe de setor de informática da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social de Natal (Semtas). Através das redes, ele fez uma postagem do momento em que foi vacinado. "Voluntário do programa municipal de vacinação", postou. Não há a confirmação sobre o motivo pelo qual ele foi vacinado, mas ele apagou a postagem pouco após as 12h20.

Além dele, o Sindicato dos Servidores Públicos de Natal (Sinsenat) informou, através de suas redes sociais, que vem recebendo denúncias sobre outras pessoas que supostamente estariam furando a fila de imunização contra a Covid.

"Uma situação gravíssima. Dentro de um cenário de escassez de vacinas que contemple toda a equipe multidisciplinar que atua nos locais de combate à pandemia em Natal, pessoas que estão enfrentando o risco diário de contaminação pela atuação direta com o coronavírus, você imunizar jovens que não tem o perfil para receber a vacina nessa fase”, disse a coordenadora do Sinsenat, Soraya Godeiro, que informou também que fará denúncia ao Ministério Público do Trabalho e da Saúde.

A Prefeitura de Natal recebeu 12.235 doses de vacina referentes ao 1º lote e vai destinar 11.778 doses a uma parcela dos profissionais de saúde que atuam na linha de frente do combate a covid-19, além de 457 para os idosos que vivem em abrigos. Para que a imunização seja eficiente, é preciso ainda que os vacinados tomem a segunda dose do imunizante.

A Prefeitura do Natal emitiu nota sobre o ocorrido e anunciou que a vacinação será restrita aos profissionais de saúde com atuação efetiva na linha de frente contra a Covid-19.  Leia na íntegra:

"Nota de Esclarecimento sobre a Campanha de Vacinação contra a Covid-19
A respeito de notícias sobre a vacinação de servidores públicos municipais, é necessário esclarecer que são integrantes das equipes envolvidas diretamente na campanha de imunização contra a Covid-19. O Informe Técnico emitido pelo Ministério da Saúde na última segunda-feira (18) até recomenda a imunização desse público. 

Apesar desse respaldo legal e institucional, fica a partir de agora terminantemente suspensa a vacinação desse grupo de servidores, em função da quantidade reduzida de doses recebidas nesta etapa inicial. 

A vacinação prosseguirá restrita ao público formado por profissionais de saúde com atuação efetiva e comprovada na linha de frente contra a Covid-19 e aos idosos residentes em instituições de longa permanência. 

Prefeitura Municipal do Natal"







Matéria atualizada às 14h08 para acréscimo da nota da Prefeitura do Natal