Chico Jararaca em montagem da Trapiá Cia Teatral

Publicação: 2019-07-19 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Cultura popular nordestina e história do cangaço estão unidas no espetáculo “Chico Jararaca”, a pedida para quem estiver em Mossoró neste fim de semana, com apresentações sábado e domingo, às 21h, Teatro Lauro Monte Filho. A montagem da Trapiá Cia Teatral é inspirada nos livros “Chico Jararaca: nunca matei ninguém” de Carlos Lyra, e “O fogo da pedreira: a saga do ataque da polícia ao bando de Antônio Silvino em Caicó”, de Orlando Rodrigues.

O ator Alexandre Muniz em cena no monólogo
O ator Alexandre Muniz em cena no monólogo

A ideia é relacionar o espetáculo com a estética do sertão, suas cores, sons, linguagens e imaginários que eram os espaços de vivência do cangaceiro. Chico Jararaca nasceu no Seridó Potiguar e foi um cangaceiro do bando de Antônio Silvino (anterior ao de Lampião) que perambulou pela caatinga nordestina no início do século passado, fugindo de volantes e sobrevivendo de assaltos.

histórias povoam o imaginário do povo sertanejo e dão conta da enorme complexidade que foi o cangaço. Sua vida, durante e depois ao cangaço, foi marcada por aperreios, crenças, fantasias, saudades, perdas e boas correrias. O público tem a oportunidade de vivenciar o universo deste cangaceiro que sempre afirmou que nunca matou ninguém.  O programa do espetáculo é um folheto de cordel que relata a história de Chico Jararaca.

Serviço:
Chico Jararaca. Sábado e domingo, às 19h, no Teatro Lauro  Monte Filho, Mossoró. Entrada: R$20 (inteira) e R$10 (meia).




continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários