Chuvas intensas devem se repetir nos próximos dias

Publicação: 2018-04-17 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
O cenário de chuvas intensas que caíram sobre o interior do Rio Grande do Norte na semana passada deve se repetir nos próximos dias, segundo a Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn). A previsão é de mais precipitações nos próximos dias devido à atuação da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT),  que continua sobre a região Nordeste. O gerente de meteorologia da Emparn, Gilmar Bristot explicou que maio será decisivo para definir se o inverno foi acima da média esperada pelos meteorologistas.

Por  enquanto, os meteorologistas afirmam que o fortalecimento da Zona de Convergência Intertropical está produzindo instabilidade no Nordeste, favorecendo a previsão de chuvas de “normal e acima do normal”.

Em termos de valor acumulado, as regiões que mais registraram quedas d'água foram no Vale do Açu, Alto Oeste e Seridó. “Nos últimos seis anos a seca atingiu todo o interior do estado, só o litoral teve incidência de chuvas de uma maneira mais 'confortável'. Esse ano tivemos janeiro boas chuvas no Alto Oeste, em fevereiro em todas as regiões e março observamos uma diminuição acentuada pela formação de um bloqueio no nordeste”, analisou Gilmar Bristot.

No acumulado de chuvas registradas durante o fim de semana, dos 177 postos monitorados diariamente foram registradas boas chuvas em 111, especialmente, nas mesorregiões Central, Agreste e Oeste. Em todas as regiões do RN as precipitações contribuíram para elevar o nível dos açudes e barragens. Na região Seridó, choveu forte em Timbaúba do Batistas, onde o acumulado de sexta-feira (13) até ontem (16), chegou a 206 milímetros, e em Caicó, onde as precipitações alcançaram  191.7mm.

Na região Oeste choveu forte em Martins, 100mm; Serrinha dos Pintos, 86mm; Jucurutu, 73,2mm e ainda em Patu, Messias Targino, Upanema, João Dias e Frutuoso Gomes. Na mesorregião Central choveu em Caicó, com três registros, sendo um de 191,1mm, no Açude Itans.; 126mm, no Açude Mundo Novo, na Estação Experimental da Emparn e o terceiro de 185,3mm, na Emater. Choveu ainda em São João do Sabugi, 180mm; Cerro Corá, 135,4mm e, também nos municípios de Serra Negra do Norte, Equador, Cruzeta, entre outros.

 No Agreste e Leste do Estado o acumulado mais significativo foi em São Tomé, com 139,4mm e Santa Maria, 69mm. Simulações do Igarn apontam que, se o inverno de 2018 tivesse regularidade média e constante de chuvas, em especial nas áreas de drenagem dos reservatórios, as reservas hídricas do Estado poderiam ser recuperadas 20% em relação à sua situação atual.

Boletim pluviométrico
Precipitações no fim de semana, segundo Emparn:

Mesorregião Oeste Potiguar 
Martins:   100,6
Serrinha Dos Pintos:  86,0
Jucurutu:    73,2
Patu:    64,0
Messias Targino:  61,5
Upanema:   53,2

Mesorregião Central Potiguar 
Timbaúba Dos Batistas:  206,0
Caicó:   191,7
Caicó:  185,3
São João Do Sabugi:  180,0
Cerro Corá:   135,4
Serra Negra Do Norte:   134,5
Caicó:   126,0
São Fernando:   125,1
Equador:   103,5

Mesorregião Agreste Potiguar 
São Tome:    139,4
Santa Maria:   69,0
Ielmo Marinho:   65,3
São Bento Do Trairi:   61,2
João Câmara:   52,6

Mesorregião Leste Potiguar 
Senador Georgino Avelino:  75,6
Extremoz:   55,1
Parnamirim:  54,7
Natal:  42,8
São Gonçalo Do Amarante:  34,5


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários