Cinco potiguares conquistaram medalhas nas Paralimpíadas do Rio

Publicação: 2016-09-19 10:06:00 | Comentários: 0
A+ A-
Cinco atletas potiguares subiram ao pódio durante os Jogos Paralímpicos Rio 2016. Ao todo, o Rio Grande do Norte conquistou nove medalhas para o Brasil. Na natação, foram quatro; no atletismo, mais quatro; e o Estado ainda faturou uma medalha no golbol.
Cleber Mendes/MPIX/CPBJoana Neves, a Joaninha, faturou duas medalhas de prata e uma de bronze no RioJoana Neves, a Joaninha, faturou duas medalhas de prata e uma de bronze no Rio

O nadador natalense Clodoaldo Silva conquistou uma medalha de prata no Rio, no revezamento 4x50 metros livre 20 pontos, e anunciou sua aposentadoria das piscinas. Em sua carreira, obteve 14 medalhas em Jogos Paralímpicos, em cinco participações.

Também natalense, Joana Neves, a Joaninha, participou da prova em que Clodoaldo subiu ao pódio no Rio e conquistou ainda outras duas medalhas. A nadadora da classe S5, com 1,23m de altura, foi gigante na piscina do Estádio Aquático. Além do triunfo na prova de revezamento, ganhou o bronze nos 100m livre e a prata nos 50m livre.
DivulgaçãoThalita encerrou com a prata, um grande período de dedicaçãoThalita encerrou com a prata, um grande período de dedicação

Já a potiguar Thalita Vitória Simplício da Silva, de 19 anos, outra nascida em Natal, levou a prata no revezamento 4x100m T11-T13, para deficientes visuais. A equipe contou com a participação de Terezinha Guilhermina, Alice Correa e Lorena Spoladore.

Nascido em Caicó, Petrucio Ferreira dos Santos levou uma medalha de ouro e duas de prata nos Jogos do Rio. Ele, no entanto, considera-se paraibano, uma vez que sua mãe optou por tê-lo na cidade potiguar apenas por oferecer melhores condições do que a pequena São João do Brejo da Cruz-PB. Petrucio perdeu parte do braço esquerdo aos 2 anos, após um acidente com um moedor de capim.

Deficiente visual desde que nasceu, devido a uma retinose pigmentar, o natalense Romário Diego Marques ganhou a medalha de bronze na modalidade Goalball, no jogos do Rio. O ala/pivô da seleção brasileira já havia conquistado a prata nos Jogos de Londres, em 2012; foi campeão do Mundial da IBSA na Finlândia, em 2014; e ganhou o ouro nos Jogos Parapan-Americanos de Toronto, em 2015, e de Guadalajara, em 2011.

Medalhas potiguares
+ Clodoaldo Silva: natação - 1 medalha de prata
+ Joana Neves: natação - 2 medalhas de prata e 1 medalha de bronze
+ Thalita Simplicio da Silva: atletismo - 1 medalha de prata
+ Petrucio Ferreira dos Santos: atletismo - 1 medalha de ouro e 2 medalhas de prata
+ Romario Marques: golbol - 1 medalha de bronze

continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários