Cineastas Gabriel Mascaro e Anna Muylaert retiram filmes da seleção brasileira para Oscar

Publicação: 2016-08-24 18:12:00 | Comentários: 0
A+ A-
Em apoio ao cineasta Kleber Mendonça Filho, os diretores Anna Muylaert (Mãe Só Há Uma) e Gabriel Mascaro (Boi Neon) retiraram seus filmes da disputa brasileira para a indicação ao Oscar de Filme Estrangeiro. O protesto foi depois que o Ministério da Justiça decidiu classificar o filme Aquarius com impróprio para menores de 18 anos. A alegação foi de que o filme tem cenas de "sexo explícito e drogas". Aquarius foi lançado mundialmente no Festival de Cinema de Cannes, em maio, e ganhou notoriedade quando a equipe e o elenco exibiram cartazes de protesto contra a movimentação política que afastou Dilma Rousseff.

Gabriel Mascaro decidiu não submeter sua candidatura ao Oscar de 2017 por questionar o processo eletivo da comissão brasileira que avalia os candidatos ao maior prêmio da indústria cinematográfica, afirmando que sua imparcialidade seria "questionável".
DivugaçãoSonia Braga protagoniza uma viúva que se recusa a vender, para uma construtora,  o seu apartamento em um prédio antigo da avenida Boa ViagemSonia Braga protagoniza uma viúva que se recusa a vender, para uma construtora, o seu apartamento em um prédio antigo da avenida Boa Viagem

Já a cineasta Anna Muylaert declarou na imprensa que também não irá incluir "Mãe Só Há Uma" na disputa pela vaga brasileira no Oscar. "Achamos que este é o ano de 'Aquarius'. É o filme certo".

 Aquarius tem previsão de estreia nacional na próxima semana e Natal será uma das praças de exibição, segundo adiontou a coletivo Vivo no Cinema.

Aquarios segue os passos de O Som ao Redor, filme anterior de Kléber Mendonça. Também investe nas tensões sociais relacionadas ao ambiente do urbano. No filme, Sonia Braga interpreta Clara, a última moradora de um prédio antigo na praia de Boa Viagem, Recife, alvo da pressão de uma empreiteira, que quer comprá-lo, derrubá-lo e construir um edifício maior no lugar. A moradora, porém, resiste. O filme concorreu à Palma de Ouro no Festival de Cinema de Cannes, o principal do mundo, em maio, e foi muito aplaudido na ocasião. (Fonte: O Globo)



continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários