Circenses potiguares acompanham espetáculo do Circo da China à convite da TN

Publicação: 2011-09-26 00:21:00 | Comentários: 2
A+ A-
A turnê brasileira do Circo da China, que passou por oito cidades do país entre julho e setembro com o espetáculo "Sky Mirage 2", foi encerrada em Natal neste domingo (25) após curta temporada no Teatro Riachuelo. Para acompanhar a noite de estreia da trupe oriental, ocorrida na última quinta-feira (22), a TRIBUNA DO NORTE convidou os circenses potiguares Nil Moura e Gena Leão, do Circo Grock; e Rodrigo Brugguemann e Luísa Guedes do Circo Tropa Trupe.

Artistas potiguares durante apresentação do Circo da China no Teatro Riachuelo
A reportagem do VIVER e da TN Online acompanhou os artistas e produziu uma vídeo reportagem onde o quarteto falou sobre as expectativas antes e as impressões pós-apresentação. O circo chinês é conhecido pela técnica, equilíbrio e sutileza de seus números.
 
Nil Moura lembrou que, quando esteve na Europa, trabalhou em um circo na Alemanha com duas chinesas - uma acrobata e uma contorcionista: "Elas impressionavam pela dedicação e disciplina. Nos intervalos das sessões, enquanto o elenco descansavam, elas não paravam de treinar. Tinham uma técnica apuradíssima e é isso que deveremos ver no palco esta noite", acredita Nil, mais conhecido no picadeiro do Circo Grock como o palhaço Espaguete.

Em constante busca pelo aperfeiçoamento de sua técnica em tecido acrobático, Luísa Guedes contou que está ansiosa para conferir o balé aéreo dos orientais. "Assisti um vídeo em que eles voam no tecido equilibrando objetos com a boca. Um número realmente impressionante!", disse a artista antes de entrar no teatro. Já Rodrigo, o palhaço Piruá da Tropa Trupe, quer saber como será a performance do palhaço chinês. "Não é bem um palhaço, eles ainda estão incorporando essa linguagem característica do circo ocidental", explicou Brugguemann. Gena Leão esperava que suas expectativas fossem superadas.

Circo da China em Natal
Com 60 anos de estrada, o Circo da China é uma das companhias mais antigas em atividade naquele país e se destaca por aliar tradição milenar da arte circense oriental com a moderna tecnologia. O elenco, formado principalmente por cerca de 60 jovens e crianças alunos da escola mantida pelo grupo, apresenta 15 números onde o forte são equilibrismo, contorcionismo, acrobacia e malabarismo. 

Em Natal, devido limitações técnicas como a altura do teto (pé direito) do teatro e tamanho do palco, alguns números tiveram de ser adaptados e outros não foram apresentados - o balé aéreo que Luísa queria ter visto e a roda gigante acabaram ficando de fora (ver vídeos abaixo). Para saber qual a impressão dos artistas sobre o espetáculo "Sky Mirage 2", confira a vídeo reportagem:


Nil Moura e Gena Leão do Circo Grock, e Rodrigo Brugguemann e Luísa Guedes da Tropa Trupe, acompanham estreia do Circo da China em Natal à convite da reportagem da TRIBUNA DO NORTE. Eles falam sobre a expectativa antes do espetáculo "Sky Mirage 2" e tecem comentários após a apresentação.

#####

Os vídeos abaixo (exclusivos) foram feitos em São Paulo no mês de julho, durante estreia da turnê do Circo da China no Brasil - da qual a TRIBUNA DO NORTE participou.


Giant Wheel, ou roda gigante - Complexidade e risco.


Silk (literalmente seda) - Leveza e equilíbrio.

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários

  • livrosleitura

    Somente os ricos tem cultura!!!! o pobre é desprezado na sociedade!!!! é muita esperteza da direção deste deste espaço para o rico!!! Saí deste lugar pobre pois não tem vez !!

  • geovaness

    É maravilhoso ver a união dos saberes. a técnica disciplinadíssima dos chineses com a versátilidade do brasileiros! o cosmopolitismo, o poder de unir os povos e sua metaculturalidade faz do Circo uma potente ferramenta lúdica e pedagógica! A união entre as companias Circo Grock e aTropa Trupe e amis forte representação de resistência e transcedência da arte circense no RN! Parabéns Vcs são fonte inesgotável de criação e ação reluzente! estrela de primeira grandeza!! Máximo respeito! GSA-