Clécio Santos nega práticas ilícitas na gestão do Ibama

Publicação: 2017-09-13 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
O superintendente afastado do Ibama, Clécio Santos, negou, por meio de nota, qualquer prática ilícita. “Não tenho qualquer relação espúria com terceiros investigados, seja pessoa jurídica, seja pessoa física, que não me utilizei do cargo para atender interesses pessoais e que toda minha trajetória está assentada na legalidade e na ética”, afirmou. Ele também disse que não utilizou do cargo para atender interesses pessoais e que, há 49 anos na administração pública – integrou quatro governos estaduais, não tem “qualquer mácula” na biografia.

“Nunca roubei nem deixei roubar, NUNCA DEI NEM RECEBI PROPINA (sic), nunca corrompi nem fui corrompido, de modo que fico a total disposição das autoridades para esclarecer e colaborar com o desenrolar dos fatos, que, por si só, irão me inocentar”, afirmou na nota. 

Clécio Santos foi indicado ao Ministério do Meio Ambiente para assumir a superintendência do Ibama do Rio Grande do Norte  pelo deputado federal Rogério Marinho (PSDB-RN) em julho de 2016. Ele trabalhou como secretário parlamentar do deputado durante aquele ano. Em nota, o deputado Rogério Marinho justificou que  a indicação foi feita por 'critérios técnicos' e pelas 'qualidades profissionais' de Clécio.  “O deputado Rogério Marinho acredita na idoneidade de Clécio Santos e que ao final tudo restará esclarecido”, afirma.

Clécio também é pai do suplente de vereador Clécio Júnior (PSDB-RN), da cidade de Ceará-Mirim – uma das cidades onde foram feitas as buscas e apreensões pela Polícia Federal.

Nota
: Rogério Marinho diz acreditar na idoneidade de Clécio Santos
“O deputado Rogério Marinho destaca que a indicação de Clécio Santos para o IBAMA se deu pelos critérios técnicos e pelas qualidades profissionais do indicado reconhecidos, inclusive, pela sociedade potiguar. Ademais, é necessário esclarecer que todo agente político deve está sujeito as fiscalizações dos órgãos de controle merecendo a ampla defesa nas investigações. O deputado Rogério Marinho acredita na idoneidade de Clécio Santos e que ao final tudo restará esclarecido”.

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários