Clayson garante a vitória do líder

Publicação: 2017-10-12 00:07:00 | Comentários: 0
A+ A-
Parecia que seria mais uma noite em que o líder do Campeonato Brasileiro não conseguiria um resultado condizente com sua posição, mas foi preciso Clayson sair do banco de reservas e mais uma vez fazer a diferença, como aconteceu nos últimos dois jogos - contra São Paulo e Cruzeiro. Comandado pelo inspirado atacante, o Corinthians venceu o Coritiba por 3 a 1, nesta quarta-feira, no estádio Itaquerão, em São Paulo, pela 27.ª rodada, e garantiu, pelo menos, que a vantagem na ponta continue em oito pontos.

Jô abriu o caminho da vitória corinthiana, que levou sufoco dos paranaenses, mas se recuperou
Jô abriu o caminho da vitória corintiana, que levou sufoco dos paranaenses, mas se recuperou

Sufocando o Coritiba, os mandantes abriram o placar logo aos nove minutos. Jadson acertou um toque de calcanhar na medida para Jô dominar e bater na saída do goleiro Wilson. Belo gol na arena do Corinthians, o 14º do atacante no Brasileirão.

Mas o Coritiba teve que sair do campo de defesa, pois uma derrota complicaria demais a sua vida na luta contra o rebaixamento. E foi assim que começou a brilhar a estrela de Cássio. O goleiro que na última terça-feira ficou no banco de reservas da seleção brasileira contra o Chile, assim que acabou a partida no estádio Allianz Parque foi direto para o CT Joaquim Grava se concentrar com seus companheiros de Corinthians.

Antes de levar o gol, Cássio  fez pelos menos três excelentes defesas ou milagres, para quem preferir chamar assim. Em menos de 10 minutos, pegou uma cabeçada de Cleber Reis, uma tentativa de Henrique Almeida (que depois o árbitro marcou impedimento) e mais uma outra do atacante, que apareceu livre na pequena área e o goleiro dividiu com ele e levou a melhor.

Até que, aos 39 minutos, não deu para evitar. Thiago Carleto cobrou escanteio, Henrique Almeida aproveitou que a defesa corintiana ficou parada e, livre, saltou bonito e cabeceou para deixar tudo igual.

O tempo mudou e o Coritiba continuou em cima. Empolgado, o clube paranaense quase virou aos 4 minutos com Tiago Real, que chutou cruzado e foi preciso mais um milagre de Cássio.

Ciente de que o Coritiba parecia mais próximo da virada do que do Corinthians marcar o segundo gol, Fábio Carille resolveu tirar Maycon e colocar Clayson. A mudança fez o time da casa mudar de postura e buscar a vitória.

Aos 20 minutos, Marquinhos Gabriel cruzou e Clayson quase marcou de cabeça - Wilson pegou. O tempo ia passando e nada de sair o gol. A torcida, impaciente, começou a pedir Pedrinho, que voltou a ficar como opção no banco de reservas após se ausentar por vários jogos.

Antes que Fábio Carille pensasse em fazer o que a torcida pedia, Clayson também mostrou que estava em uma noite inspirada. Aos 33 minutos, Léo Príncipe cruzou, Rodriguinho desviou para o atacante dominar e chutar quase caindo para colocar o Corinthians na frente de novo. O mesmo atacante que marcou gols no empate com São Paulo e Cruzeiro nos últimos dois jogos (ambos por 1 a 1).

E para a festa ficar completa, o talismã corintiano contou com a sorte para fechar o placar. Aos 43 minutos, Rodriguinho chutou de longe, a bola bateu na trave esquerda de Wilson e voltou nos pés de Clayson, que só teve o trabalho de empurrar para as redes garantir o resultado positivo que manteve os rivais longe do Timão.



continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários