Clubes reagem diferente à liberação para treinamentos

Publicação: 2020-07-09 00:00:00
Com a decisão do governo estadual de liberar a realização dos treinos nos clubes de futebol apenas a partir do próximo dia 15, os representantes potiguares deverão seguir caminhos distintos na Copa do Nordeste, primeiro torneio sob a tutela da CBF a retornar após a paralisação do calendário nacional. O ABC que ainda não retomou de fato os seus trabalhos, pretende antecipar a realização do embarque da delegação para Salvador, onde será abrigada a continuidade da competição regional, na finalidade de conseguir treinar, pelos menos, dez dias antes da reestreia na competição regional. Já os planos do América, são justamente o contrário, o clube pretende retomar os treinamentos no CT de Parnamirim e seguir para capital baiana apenas na véspera do confronto contra o Fortaleza.

Créditos: Canindé PereiraO América completou, ontem, uma semana de treinos foraO América completou, ontem, uma semana de treinos fora


Com grandes chances de chegar na segunda fase da Copa do Nordeste, necessitando vencer o CSA na última rodada da primeira fase, a preocupação da comissão técnica abecedista é com o pouco tempo que o elenco terá disponível para treinar, antes desse confronto que está para ser confirmado para o dia 21 ou 22 de julho. A equipe potiguar, segundo o treinador Francisco Diá, vai para disputa com os alagoanos numa grande desvantagem técnica, uma vez que o adversário tem 15 dias de trabalhos na frente.

“Nós estamos em contato com a agência que cuida da logística dos clubes na Copa do Nordeste e vendo a possibilidade de marcar nossa viagem para Salvador o quanto antes. O contato que mantivemos apontava que tudo estava sendo preparado para o embarque ocorrer na sexta-feira, mas estamos vendo se conseguimos antecipar isso para quinta-feira (hoje), no máximo”, disse o gerente de futebol abecedista, Cléber Rumualdo.

Além do prejuízo físico e técnico, o temor dos médicos do clube, é com a possibilidade desse retorno precoce ao futebol, sem cumprir aquilo que determina o protocolo de saúde da própria CBF (que prevê uma semana cheia de trabalhos físicos para cada mês que o elenco ficou parado). Segundo o médico Roberto Vital sem a preparação necessária, os atletas poderão correr mais riscos de sofrerem contusões musculares, o que pode resultar em outro tipo de prejuízo ao clube. Dependendo do grau dessa lesão, o atleta pode ficar vários dias afastado dos trabalhos, gerando mais um tipo de problema grave ao clube. “Já que não teremos o prazo considerado ideal de trabalho, nossa ideia é ganhar o máximo de tempo possível e aproveitar para trabalhar o elenco. Estaremos correndo risco, pelo fato de o governo do RN só ter concordado em liberar os treinos a partir do dia 15. Existe a promessa da Liga do Nordeste em garantir a ida antecipada de clubes nessa situação para nova sede dos jogos e estamos tentando fazer isso. Mas não é por questão de luxo, mas por necessidade mesmo”, ressaltou Cleber Romualdo.

América
No lado Alvirrubro, que optou não esperar pela decisão da governadora Fátima Bezerra e iniciou a intertemporada fora do RN, o presidente Leonardo Bezerra está mais tranquilo, já que o foco do clube está no confronto diante do Juventude, pela Copa do Brasil, que só irá ocorrer em agosto.

Créditos: Canindé PereiraEm Camaragibe/PE o Alvirrubro já realiza os treinos táticosEm Camaragibe/PE o Alvirrubro já realiza os treinos táticos


Com uma partida a cumprir pela Copa do Nordeste, que marcará a despedida da equipe da edição de 2020, uma vez que que não há mais chance de classificação, o treinador Roberto Fernandes vai aproveitar o jogo para começar a dar entrosamento ao elenco, que recebeu peças novas e tem de ser reentrosado.

Além disso, o treinador deve querer usar peças como Alisson Brand, que ainda não jogou uma partida na temporada e vem de recuperação de uma cirurgia na região pubiana. Por isso, Leonardo Bezerra não vê motivo para pressa. “Nós vamos trabalhar no CT do Retrô, em Camaragibe-PE, até o próximo sábado. Depois o elenco vai retornar para Natal, iremos dar folga aos atletas e voltar a trabalhar obedecendo as recomendações das autoridades sanitárias do RN. Não queremos seguir para Bahia de forma antecipada, acho que não será necessário. Queremos treinar por aqui mesmo e seguir para Salvador apenas na véspera da partida”, destacou o presidente alvirrubro.

A retomada do Campeonato Potiguar estará liberada a partir de agosto. O secretário-adjunto de Saúde do RN, Petrônio Spinelli, lembrou que essa questão dos dias faz muita diferença em relação a pandemia. Por isso todos os passos dados pelas autoridades responsáveis pela saúde, estão sendo muito bem medidos. “Para quem não conhece como funciona essa questão, três dias pode ser um prazo desprezível, mas para quem cuida de uma situação como a que estamos vivendo é um tempo precioso”, frisou Petrônio.





Leia também: