Com Central de Flagrantes fechada, presos são levados ao Comando Geral da PM

Publicação: 2019-11-08 12:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
A Polícia Rodoviária Federal deteve um homem foragido da justiça na BR-226, em Felipe Camarão, na zona Oeste de Natal, mas não conseguiu registrar a ocorrência na Central de Flagrantes em virtude da paralisação da Polícia Civil que ocorre nesta sexta-feira (8). Depois disso, o homem detido foi levado à sede da PRF, enquanto os policiais entravam em contato com o Comando Geral da PM para acertar a averbação do caso.

PRF não consegue registrar ocorrência na Central de Flagrantes
Equipe da PRF não conseguiu registrar a ocorrência na Central de Flagrantes

Na abordagem policial, ao ser feita a consulta de situação jurídica do suspeito, os policiais constataram que havia um mandado de prisão em desfavor do homem, por uma tentativa de homicídio contra a sua companheira. Ele ainda chegou a ficar preso, segundo a PRF, por seis meses em São Paulo.

Um delegado e um escrivão da Polícia Civil foram acionados ao Comando Geral da Polícia Militar para fazer, no local, o registro do caso.

A Polícia Civil comunicou que, em virtude da paralisação de atividades dos policiais nesta sexta-feira (8), o atendimento à população e a lavratura de demais procedimentos de polícia judiciária serão realizados momentaneamente no Comando Geral da Polícia Militar, no bairro do Tirol, em Natal.

Paralisação da Polícia Civil

Os policiais civis do Rio Grande do Norte têm realizado novamente a Operação Zero. Na prática, todos os agentes e escrivães marcaram de se concentrar na Central de Flagrantes, em Natal, e nas delegacias regionais, no interior do Estado, a partir das 8h desta manhã sexta-feira (8).

A categoria informou que o motivo da medida foi o fato de não haver um posicionamento tomado pelo Governo do Estado sobre as negociações da pauta de reestruturação. Sem a reunião e nem agendamento ficou acertado, no início da noite dessa quinta-feira (7), a retomada da mobilização nos mesmos moldes que aconteceu na última terça (5).

continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários