Com Higor César no comando, Globo é o time do empate

Publicação: 2019-07-03 00:00:00
A+ A-
O trecho "Insiste em 0 a 0 eu quero 1 a 1", da música "Se", de Djavan, nunca fez tanto sentido nos corredores do Estádio Manoel Dantas Barretto, o Barrettão. Explica-se: desde que Higor César voltou ao comando do Globo, em maio do ano passado, o Tricolor empatou mais da metade dos jogos. Em 35 partidas, foram 18 empates, em jogos válidos pela Série C 2018 e 2019 e Campeonato Estadual. Quanto ao resto dos jogos, são 11 vitórias e seis derrotas. Um aproveitamento de 49% até aqui. O último deles aconteceu no último sábado, no Barrettão, em 1 a 1 contra o Imperatriz-MA, com gol marcado nos minutos finais por Jean Natal.

Créditos: Rhuan Carlos/Globo FCHigor César, técnico do GloboHigor César, técnico do Globo
“Nossa equipe oscilou bastante nesse jogo, esperávamos outra atitude. [...] Empate que a gente não imaginava sair com esse resultado, o que queríamos era a vitória, até pela questão da tabela, e dentro de casa a gente tem que ter uma atitude diferente, uma atitude que tivemos em outros jogos e hoje a gente não teve. Agora é esquecer esse jogo, temos dois jogos fora de casa”, avaliou o técnico após o último empate, desta vez contra o Imperatriz, no Barrettão. Detalhe: foi o décimo segundo empate em 1 a 1 entre todas as igualdades na era Higor César.

Quando voltou à Ceará-Mirim para comandar o Globo, Higor César chegou com um objetivo básico: não deixar a equipe voltar à Série D do Brasileiro. Feito que conseguiu ao término do torneio, obtendo uma sequência invicta e escapando da queda. Foram 11 jogos, ao todo, com duas vitórias e incríveis nove empates (sendo sete consecutivos). Esse é o ponto que chama a atenção. Caso não tivesse deixado escapar algumas vitórias, ora por gols nos minutos finais, ora por erros individuais (gols perdidos e sofridos nos minutos finais), a Águia de Ceará Mirim poderia até ter alçado voos maiores na Série C e terminado no G4 do torneio.

A questão dos empates também incomodou no Campeonato Estadual. No primeiro turno, um empate sem gols contra o Potiguar frustrou os planos da equipe, que caso tivesse ganhado o jogo, poderia ter ido à final do torneio. No segundo turno, dois empates consecutivos atrasaram o clube, que por pouco não chegou à final da Copa Rio Grande do Norte.

Os empates
0x0 = 3
1x1 = 12
2x2 = 2
3x3 = 1














Deixe seu comentário!

Comentários