Com Libertadores na mira, Santos e São Paulo jogam na Vila lotada e com Bolsonaro

Publicação: 2019-11-16 08:12:00 | Comentários: 0
A+ A-
Santos e São Paulo se enfrentam neste sábado, às 17 horas, na Vila Belmiro, pela 33.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O clássico terá a presença do presidente Jair Bolsonaro e casa cheia - todos os ingressos foram vendidos antecipadamente.
Santos x São Paulo
No primeiro turno, vitória do São Paulo por 3x2

Em terceiro lugar, o Santos está perto de garantir vaga direta na fase de grupos da próxima Copa Libertadores - um empate já o garante antecipadamente no G6. O São Paulo, por sua vez, ocupa a quinta colocação e busca voltar ao G4.

O Santos está com 100% de aproveitamento nos clássicos como mandante nesta temporada. Foram quatro confrontos com os três rivais paulistas, com duas vitórias sobre o Corinthians por 1 a 0 e triunfos por 2 a 0 sobre São Paulo e Palmeiras.

Enquanto o Santos tenta manter o bom retrospecto, o São Paulo busca encerrar um jejum. A última vez que o time tricolor venceu um clássico como visitante foi há mais de mil dias, justamente contra o Santos, em 15 de fevereiro de 2017, quando ganhou por 3 a 1 na Vila Belmiro.

O Santos vem de quatro vitórias consecutivas. Para o clássico deste sábado, o técnico Jorge Sampaoli não poderá contar com Soteldo, com a seleção venezuelana. Os outros desfalques por causa de seleção são os reservas Derlis González, com o Paraguai, e Kaio Jorge, com o Brasil no Mundial Sub-17.

Tailson deve ganhar nova chance no ataque do Santos e pediu atenção ao São Paulo, que vem de duas derrotas seguidas em casa. "Clássico é totalmente diferente. O time vem para ganhar confiança, e temos de ter respeito. Vamos buscar fazer a nossa parte em casa", afirmou.

O São Paulo perdeu para Fluminense e Athletico-PR no Morumbi e os resultados ruins geraram cobrança do diretor de futebol Raí ao elenco. Para o técnico Fernando Diniz, a semana passada foi "desastrosa". Até por isso, o atacante Pablo valorizou a importância do clássico. "Se fizermos um grande jogo, a maré vai mudar. Temos de estar concentrados, é uma final para todos nós."


Estadão Conteúdo





continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários