Com referência. Sem referencial

Publicação: 2018-04-17 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
A entrada de Leandrão no ABC deixou o time taticamente confuso, na estreia do Alvinegro, no Campeonato Brasileiro da Série C, quando foi derrotado pelo Globo, por 1 a 0, domingo no estádio Barrettão. A indefinição tática, demonstrada pelos atletas, com a presença de um “camisa 9”, mostrou que o time ganhou uma referência no ataque, mas perdeu o referencial em relação ao seu próprio estilo de jogo.

A jogada aérea foi uma das maiores insistências do time do ABC na partida jogada no Barrettão
A jogada aérea foi uma das maiores insistências do time do ABC na partida jogada no Barrettão

O treinador Alvinegro, Ranielle Ribeiro revelou que, durante a semana de preparação, comentou com os auxiliares sobre a questão tática de voltar a ter um jogador de referência. “Comentei durante a semana que sentia-se muito a falta da referência, aí hoje se sente falta da mobilidade”, explicou, referindo-se ao time que jogava com mais movimentação, durante o Campeonato Estadual e a fase inicial da Copa do Nordeste, após a saída de Matheus.

Apesar de reconhecer a dificuldade para que o grupo volte a entender o jogo, Ranielle Ribeiro mostrou otimismo com os resultados táticos para a sequência da competição. “É só uma questão encaixe, de ajuste, de se adaptarem a presença do Leandro, que foi até bem utilizado no segundo tempo, teve algumas cabeçadas que hoje é o ponto forte dele, também algumas situações de referência como pivô, mas o Globo desceu bastante as linhas o que dificultou bastante a nossa penetração”, explicou o treinador abecedista.

O técnico disse que terá tempo para treinar a equipe e espera um bom resultado jogando no Frasqueirão. “Agora é se preparar bem, teremos um jogo contra a  Juazeirense  em casa, é fazer o dever de casa. Temos como objetivo nove vitórias e mais três pontos, ou seja, esses três pontos terão que ser conquistados fora de casa e nove têm que ser confirmados dentro de casa. Então é ir pra dentro do adversário, vencer e entrar no campeonato em definitivo”, analisou.

O jogo
No primeiro tempo, tanto ABC quanto o Globo foram um tanto pragmáticos em suas tramas, ambos sem levar perigos excessivos às metas um do outro. Na etapa complementar, logo após ficar atrás do placar, o clube da capital não conseguia envolver o Tricolor de Ceará-Mirim em suas investidas e fazia buscas excessivas no reestreante Leandrão, que bem marcado, pouco produziu, embora tenha tido algumas oportunidades.

Globo
O técnico do Globo, Fernando Tonet comemorou não apenas o resultado de vitória sobre o ABC, o treinador festejou também a superioridade de sua proposta de jogo em relação à proposta do rival em campo.

“A determinação e a organização tática, principalmente na parte defensiva, fez com que a equipe voltasse a ser competitiva. O que estava faltando para o Globo, conversei essa semana com eles, tivemos 15 dias para ajustar essa parte tática de primeiro não tomar gol e se defender muito bem, que as oportunidades aparecem. E apareceram, tivemos até chances para fazer mais gols”, avaliou o treinador da Águia.

O Globo terá como adversário, na próxima rodada, o Clube do Remo. O jogo será disputado em Belém do Pará. “Vamos estar bem preparados”, concluiu.

1ª rodada
Juazeirense -BA 0x1Confiança-SE
Salgueiro-PE 0 x 0Botafogo-PB
Globo-RN 1 x 0 ABC-RN
Náutico-PE 1 x 1 Santa Cruz-PE
Atlético-AC x Remo-PA * ontem

2ª rodada
Remo-PA x Globo-RN
Botafogo-PB x Náutico-PE
ABC-RN x Juazeirense -BA
Confiança-SE x Salgueiro-PE
Santa Cruz-PE x Atlético-AC


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários