Comércio pode crescer 5%

Publicação: 2018-06-14 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Luiz Antônio Felipe
laf@tribunadonorte.com.br

O comércio brasileiro espera um crescimento de 5,0%, em 2018. A Confederação Nacional do Comércio (CNC) revisa expectativa de vendas do varejo ampliado com base nos bons resultados de abril da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), do IBGE. As manifestações dos caminhoneiros em maio não devem ter impacto negativo sobre o resultado do ano. As vendas de veículos, motos, partes e peças (+36,5%) e de materiais de construção (+15,9%) puxaram o varejo em abril. Com o resultado, o comércio automotivo registrou a maior variação no volume ante o mesmo mês do ano anterior desde o início dos levantamentos no ano 2000. 

Faturamento
De acordo com a PMC, o faturamento real dos dez segmentos que compõem o comércio varejista apresentou crescimento médio de 1,3% na comparação com o mês anterior, já descontados os efeitos sazonais. Essa foi a maior taxa mensal do indicador de volume de vendas no ano.

Copa
A Copa do Mundo da Rússia começa hoje e movimenta diretamente 32 países. As empresa estão alterando o horário de funcionamento nos dias dos jogos do Brasil e, proibindo o consumo de bebida alcoólica dos seus funcionários.  Manter a produtividade é o grande desafio. Diversos setores esperam um aumento no faturamento, entre os quais, o de bebidas, alimentos e vestuário.

Restituição
O primeiro lote de restituição do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física 2018, sai amanhã(15) e contempla também restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2017. O crédito bancário para 2, milhões, 482.638 contribuintes, no valor total de R$ 4,8 bilhões. Os economistas sugerem a quem tem dívida a quitar o débito e a quem não tem, fazer uma aplicação.

Debate
O ex-ministro e ex-presidente da Câmara dos Deputados Aldo Rebelo, do Partido Solidariedade, estará amanhã em Natal, para um debate na Casa da Indústria. Às 10 horas, ele participará, do Fórum FIERN Caminhos do Brasil. Rebelo será o 4º pré-candidato a fazer uma exposição sobre seus planos para o país no Fórum.

Pouca transparência
É uma vergonha os municípios brasileiros não avançarem em índice de dados abertos e transparência, como manda a lei. A falha é apontada por um  estudo da diretoria de Análise de Política Públicas (FGV DAPP) e Open Knowledge Brasil (OKBR).  O estudo avaliou 136 bases de dados de Belo Horizonte, Brasília, Natal, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo e Uberlândia(MG). Na média, os municípios obtiveram uma nota de 65% â” variando entre 43% e 84% â” , mas apenas 25% das bases de dados avaliadas obtiveram nota máxima, ou seja, estavam plenamente de acordo com a definição de dados abertos. Os percentuais indicam que ainda há muito espaço para aprimoramento. Ao todo, foram detectados 429 problemas dos quais 62% são de usabilidade e 38% de processo.

Benefício
Mais dinheiro em circulação na praça. O presidente Michel Temer sancionou ontem a ampliação de saques do PIS/Pasep,  para os cotistas de todas as idades, que trabalharam entre 1971 e 1988. Com o novo público incluído entre os beneficiários, está disponibilizado um total de R$ 39,3 bilhões aos trabalhadores.

As vendas no Dia dos Namorados sobem 2,2%, segundo a Boa Vista SCPC, um incremento de 2,6%, na comparação com o mesmo período de 2017. Em 2016 as vendas diminuíram 5,8% em relação ao mesmo período de 2015, enquanto em 2015 o resultado foi negativo em 0,5%.  Em 2018, o desempenho na data comprova o impacto da greve dos caminhoneiros e a queda na confiança do consumidor.

 Já na pesquisa da Serasa Experian, a paralisação dos caminhoneiros não impacta nas vendas do Dia dos Namorados, que teve o melhor desempenho dos últimos cinco anos.  Durante a semana da data, de 6 a 12 de junho, as vendas subiram 3,9% em relação ao mesmo período de 2017. O resultado das vendas do Dia dos Namorados mostrou certa resiliência da atividade varejista.

Na pesquisa do SPC Brasil e CNDL, as vendas no Dia dos Namorados cresceram 1,63%, a primeira alta em cinco anos, apontam o SPC Brasil e CNDL. Desde 2014, movimento do comércio para a data apresentava queda nas vendas. É a terceira data comemorativa do ano em que as vendas a prazo apresentam crescimento. Na Páscoa a variação positiva havia sido de 3,24% e no Dia das Mães, de 2,86%.

Capitalização
Em quatro meses, a receita da Capitalização cresce 8,1%, no País e ayinge R$ 6,8 bilhões. O faturamento avança e os resgates diminuem sinalizando um consumidor mais cauteloso diante das incertezas econômicas.  Confirmando tendência verificada no ano, houve redução de 6,5% no volume de resgates, que ficaram em R$ R$ 5,6 bilhões.

Rodovias 1
O Governo do Estado desapropria quatro áreas de terra às margens da Rodovia RN-016, entre o entroncamento com a BR-304 e o Município de Carnaubais e Serra do Mel – RN, para a obra de implantação e pavimentação da Rodovia RN-016. Outra desapropriação atinge duas áreas de terra,  às margens da Rodovia RN-011,  entre o entroncamento com a BR-110 e o entroncamento com a RN-016, em Serra do Mel – RN para a obra de implantação e pavimentação da RN-011.

Rodovias 2
O Dnit no RN solicita ao Idema a licença simplificada de instalação da obra na faixa de domínio da BR 437, no RN  – para manutenção rodoviária (execução de passagem molhada na altura do km 7,8, demolição do Bueiro Simples Tubular de Concreto na  altura do km 13,8  RN/Estrada do Cajueiro em segmentos espaçados, totalizando um extensão de 23,10 km e reconformação da plataforma da BR-437/RN na extensão de 30,20 km, em duas ocasiões, na divisa do RN/CE

Gastronomia
O restaurante Mangai chega a Ponta Negra, com sua segunda unidade, como menus exclusivos para happy hour e jantar à la carte. A abertura oficial ao público acontecerá amanhã (15), a partir das 11h. A casa abre sempre das 11h às 22h e tem capacidade para atender até 350 pessoas, em um espaço de 2,3 mil metros quadrados e estacionamento para até 80 veículos.


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários