Comerciantes farão protesto

Publicação: 2018-01-14 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
O anúncio feito pelo Governo do Estado sobre a a venda de ativos e bens públicos do Estado, pegou os 418 permissionários da Central de Abastecimento do RN (Ceasa) de surpresa. O pacote com medidas de ajuste fiscal encaminhado à Assembleia Legislativa, que será apreciado na sessão desta próxima terça-feira (16), incluiu a venda do terreno onde a Ceasa está instalada no bairro de Lagoa Nova. Também foram postos à venda o Centro de Convenções na Via Costeira e o Centro de Turismo, em Petrópolis. As ações da Potigás também serão disponibilizadas para negociação.

Ceasa está entre ativos que o governo pretende vender no ajuste
Ceasa está entre ativos que o governo pretende vender no ajuste

Como reação, os permissionários realizam protesto em frente à Ceasa na manhã desta segunda (15), a partir das 9h, quando será interrompida as atividades da Central. Em seguida, será organizada na carreata que segue em direção da ALRN. O objetivo é repetir o ato na terça (16), dia previsto para início da votação do pacote.

“Ficamos sabendo da notícia (sobre a venda da Ceasa) na quarta-feira (10) à noite. Não fomos informados oficialmente, e pelo que ouvimos falar vão vender para quem pagar mais”, disse Paulo Pessoa, vice-presidente da Associação dos Permissionários da Ceasa (Assucern). Paulo é permissionário da Central há 20 anos, e disse que “todos estão” integrados ao movimento.

Atualmente a Ceasa arrecada R$ 1,1 bilhão por ano, e gera cerca de 4.650 empregos diretos e 13.500 indiretos. O dirigente da Assucern informou que 50% dos trabalhadores diretos são moradores da zona Oeste de Natal. “Imagine quase 3 mil famílias que moram nos bairros de Bom Pastor, Nordeste, Felipe Camarão, Cidade da Esperança e Guarapes sem trabalho e renda? Estão querendo despejar os permissionários”.

Pessoa lembrou que a associação já propôs ao Governo assumir a administração da Central. “Assim o Estado só iria arrecadar, todas as despesas ficariam por nossa conta”. A despesa mensal do Governo com a Ceasa é em torno de  R$ 400 mil, valor que cobre a folha de pagamento de servidores efetivos e cargos comissionados vinculados à central.

O governador Robinson Faria chegou a divulgar um vídeo na noite da última quarta-feira (10), onde listava os imóveis que serão postos à venda nesse primeiro momento. Além da Ceasa, ele citou o terreno onde funciona a oficina do DER-RN, localizado na mesma quadra onde a Polícia Militar mantém o Complexo Tático Operacional (CTO) do Batalhão da Polícia de Choque. Porém, a relação dos bens foi atualizada na sexta (12), substituindo a oficina do DER-RN pelo Centro de Turismo.

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários