Comissão pede informações ao governo

Publicação: 2018-11-08 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
A Comissão de Transição indicada pela governadora eleita Fátima Bezerra (PT) governo não tem, ainda, números ou dados estatísticos sobre o atual governo, mas os trabalhos de troca de informações começou ontem, com o encaminhamento dos pedidos de dados às secretarias e outros órgãos do governo Robinson Faria (PSD).

Integrantes da equipe de transição se reuniram na Escola de Governo e fizeram os primeiros pedidos de dados aos secretários
Integrantes da equipe de transição se reuniram na Escola de Governo e fizeram os primeiros pedidos de dados aos secretários

Um dos interlocutores da Comissão de Transição, o vice-governador eleito Antenor Roberto de Medeiros (PC do B)  informou que na tarde da terça-feira (6), depois do  encontro entre o atual e a futura governadora do Rio Grande do Norte, “a primeira atividade foi a capacitação desse grupo”, pois, apesar de ter alguns servidores públicos do Estado, a maioria do grupo é externa.

“Nós precisamos apresentar uma primeira versão do relatório da transição em pelo menos 30 dias”, avisou Antenor Roberto de Medeiros, ao explicar, por exemplo, que o pessoal precisou de senha e treinamento para acessar o Serviço Eletrônico de Informações (SEI), que foi implantado este ano pelo governo estadual e servirá para a troca de informações entre os membros da Comissão e os secretários e gestores da atual administração.

“Na hora em que oficio um secretário pedindo uma informação ou diligência, isso não vai ser mais em forma de papel, vai ser pelo sistema eletrônico”, disse Antenor Roberto.

Ele afirmou que algumas coisas não podem ser divulgadas por questão de sigilo, mas ao final do trabalho poderá se saber quanto o governador atual conseguiu pagar de folha de pessoal, quadro numérico de servidores dentre outras matérias de domínio público.

Segundo Medeiros, já foram definidos os coordenadores de cada uma das três áreas de atuação. O futuro senador Jean Paul Prates ficará com planejamento e desenvolvimento, enquanto o economista José Aldemir Freire ficou com orçamento e finanças e o próprio vice-governador com a área de política de serviços públicos.

Dai, segundo ele, outros profissionais são convidados para compor subgrupos, que vão “se encaminhando com suas próprias pernas, porque são poucos dias que se tem pra fazer isso”.

Medeiros explicou que o médico Cipriano Maia Vasconcelos está coordenando área de saúde, mas só ele, tem pelo menos 30 pessoas querendo colaborar voluntariamente com os trabalhos da Comissão de Transição, porque também precisam de pessoas que solicitem in loco algumas informações.

Em relação aos pedidos preliminares, pediu-se o envio de documentos obrigatórios, que já estão sendo impulsionados para fornecerem no prazo de até 15 dias, como  reza a legislação, como LDO, PPA, LOA, saldos bancários, balancetes e saldos de restos a pagar. “Eletronicamente tudo foi processado na terça, e abriram eletronicamente hoje (ontem)”, disse ele.



continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários