Competição tem 2.300 atletas e só dois são do RN

Publicação: 2012-11-30 00:00:00
Começa hoje, em Natal, a 18ª edição dos Jogos Sul-americanos Escolares. A capital do Rio Grande do Norte vai ser, durante seis dias, invadida por mais de 2.300 estudantes, de 11 países, que irão disputar medalhas em 14 modalidades. A princípio, seriam 12 países, contando com o Brasil, mas, a Guiana desistiu de participar, em cima da hora e retirou toda a sua delegação, que deveria contar com 150 estudantes. Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e Venezuela são os demais participantes. A solenidade de abertura dos Jogos está marcada para acontecer às 19h, no ginásio da UFRN. Mas, algumas competições já começam na manhã de hoje, como basquete, handebol, vôlei e futsal.  Outro número que chama atenção no evento é a participação de apenas dois atletas potiguares.
Secretário nacional de esporte, Afonso Barbosa está em Natal para prestigiar a abertura dos Jogos
Lucas Maciel, de 14 anos, do colégio das Neves, vai disputar medalha nos 100 e 50 metros peito na natação, enquanto Allysson Muniz, de 14 anos, do colégio Henrique Castriciano, vai competir no xadrez Se não bastasse o número reduzido de representantes da terra, o Campeonato só pode ser disputado no Estado graças a ajuda das escolas e instituições privadas, que cederam os ginásios, uma vez que os equipamentos públicos de responsabilidade do governo e prefeitura, como CAIC, DED e Palácio dos Esportes encontram-se sem condições de uso.

Além disso, o Atletismo terá que ser disputado em João Pessoa. Segundo informações da SEEL, a pista do CAIC não tem as exigências internacionais para receber a competição. O mesmo acontece com os esportes adaptados.

O futsal masculino vai ser disputado no ginásio da AABB, enquanto o feminino fica no SESI.  O handebol dos homens, vai ser no Henrique Castriciano e na UFRN. Das mulheres, no colégio Maristela. O basquete vai ficar dividido entre o Marista e o Neves e o vôlei vai ficar no Auxiliadora e também na Escola Doméstica.

Além dos atletas, mais de 1.500 pessoas entre dirigentes, autoridades e familiares dos estudantes também estarão na capital potiguar.

O secretário Nacional de Esporte, Afonso Barbosa, que já se encontra em Natal, lembrou que os Jogos Sul-Americanos Escolares são considerados um grande evento. “Estamos prontos para o evento. Todo o esforço necessário para que façamos um grande evento esportivo foi empregado. Será uma grande chance de nos aproximarmos dos nossos vizinhos porque não há um vetor de aproximação tão rico quanto o esporte. Tenho certeza que os jovens de 12 a 14 anos levarão recordações inesquecíveis de amor ao Brasil”, finalizou.

Leia também: