Competidor negro é uma atração nos jogos do Canadá

Publicação: 2010-02-07 00:00:00
São Paulo  (AE) - Um dos poucos competidores negros em Vancouver, no Canadá, Kwame Nkrumah-Acheampong faz questão de realçar que é diferente. Usa nas provas um traje tigrado, que justifica o apelido de “Leopardo da Neve”. Primeiro atleta na história de Gana a disputar os Jogos Olímpicos de Inverno, o ex-guia de safári na África obteve a vaga sem o apoio do governo de seu país.

Aos 35 anos, Kwame surpreende por seu pouco tempo no esqui. Conheceu a neve há 10 anos e começou no esporte há apenas cinco, quando foi trabalhar como recepcionista em uma estação em Milton Keynes, na Inglaterra. Começou a treinar em pistas indoor e logo ingressou no circuito mundial, especializando-se no slalom.

Nascido na Escócia, quando o pai fazia um mestrado na Universidade de Glasgow, ainda pequeno foi morar em Gana, terra de seus pais. Logo cedo, começou a trabalhar como guia de safáris e foi para a Inglaterra terminar os estudos em turismo. Hoje, quando não está competindo, vive na cidade de Mamfe Akwapim, em Gana, com a mulher e os dois filhos. Lá, a temperatura média anual é de 30 graus e pode superar os 50 durante o verão.

Com patrocínio mínimo de pequenas empresas, Kwame depende da boa vontade alheia para disputar os Jogos. Sua preparação será de apenas um mês, e graças à ajuda do departamento de turismo de Vancouver, que forneceu acomodações, transporte e auxílio de logística. Ele estreia no dia 21. “Até agora nós não recebemos um centavo, das autoridades de Gana, o que tornou a vida quase impossível”, declarou Richard Harpham.

Em seu site , o time de esqui de Gana lançou um SOS para achar pessoas dispostas dar abrigo a alguns membros da equipe.

Leia também: