Cookie Consent
Natal
Saúde perdeu 2.797 profissionais desde 2014. Concurso vai repor 14,4 por cento das vagas
Publicado: 00:00:00 - 19/04/2017 Atualizado: 18:37:57 - 04/05/2017
Aura Mazda
Repórter


O quadro de servidores da saúde do Estado perdeu 17% de funcionários efetivos nos últimos três anos. O percentual representa  a saída de 2.797 servidores da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) que se aposentaram de 2014 até o presente ano, sendo 449 médicos.  Hoje, a folha de funcionários da pasta é de 13.554 efetivos. Na manhã de ontem (18), o titular da Sesap, George Antunes, anunciou um concurso público para saúde estadual, que cobrirá apenas 14,4% do efetivo perdido. Serão ofertadas 404 vagas, para vagas abertas por exonerações, aposentadorias e falecimento. O concurso vai ser lançado até o final do primeiro semestre deste ano.

Adriano Abreu
As 404 vagas na Rede Estadual de Saúde vão preencher, principalmente, postos vagos por causa de aposentadorias nos últimos anos

As 404 vagas na Rede Estadual de Saúde vão preencher, principalmente, postos vagos por causa de aposentadorias nos últimos anos


As 404 vagas na Rede Estadual de Saúde vão preencher, principalmente, postos vagos por causa de aposentadorias nos últimos anos

Leia Mais

Da quantidade total de servidores atuais, 40,64% estão com idade de 50 a 59 anos. Esse grupo pode solicitar aposentadoria nos próximos cinco anos, estes representam um total de 5.728 pessoas. Outros 13%, com idade entre 60 e 69 anos, podem solicitar aposentadoria agora, estes somam 1.747 servidores. Os outros 6.567 funcionários tem de 19 a 49 anos.

Somente nos dois últimos meses, 307 servidores se afastaram por motivos de saúde ou gozo de Licença Prêmio. Dos 449 médicos que se aposentaram,  52 eram pediatras, 27 obstetras, 20 Cirurgiões, 14 anestesistas, nove ortopedistas, 205 clínicos, dentre outras especialidades. Os dados de aposentadoria dos últimos anos e projeções para os próximos foram apresentados em reunião ordinária realizada em 22 de março passado, os dados foram apresentados coordenadoria de Recursos Humanos da Sesap.

Em entrevista, na manhã desta terça-feira (18) ao “Jornal RN No Ar” da TV Tropical, o secretário de estado da saúde pública, George Antunes, pontuou as ações que estão sendo realizadas pela secretaria para melhorar a assistência à saúde da população.

O processo de regionalização está avançando com o trabalho na 4ª região de saúde, melhorando o perfil assistencial dos hospitais de Caicó e Currais Novos e atuando em parceria com o Consórcio das secretarias municipais de saúde para organizar toda a linha de cuidado nessa região, trabalhando as redes de atenção em saúde.

De acordo com o secretário, um novo concurso está em andamento, na fase de contratação da empresa organizadora.

Em paralelo também será realizado um processo seletivo simplificado para contratação de profissionais de forma mais imediata. “Temos uma carência de profissionais muito grande, em virtude de aposentadorias e pedidos de demissões. Somente no hospital Walfredo Gurgel, por exemplo, temos a necessidade de 75 profissionais enfermeiros. Desde 2010 não há concurso para a saúde do estado, então esperamos suprir esse déficit”, explicou.

À respeito do custeio mensal para manter os serviços de saúde, o secretário afirmou que é necessário “encontrar um equilíbrio para esta equação junto à Secretaria de Planejamento. A nossa necessidade é de algo em torno de 20 a 22 milhões mensais, mas temos uma dívida acumulada de mais de 50 milhões de reais. Temos um grupo de profissionais dedicado e comprometido e não vamos nos entregar, temos o SUS como ideologia e vamos manter a crença. O governador está nos apoiando diretamente e acredito que vamos sair dessa situação”, disse o secretário.

Sobre problemas no Hospital Ruy Pereira o secretário afirmou que uma empresa já foi contratada para recuperação da rede elétrica que ocasionou a interrupção temporária das cirurgias vasculares, que por este motivo estavam sendo realizadas emergencialmente no Walfredo Gurgel e outras unidades contratadas. Já no hospital Giselda Trigueiro, o problema com a empresa terceirizada de higienização e alimentação também já foi sanado com o repasse de aproximadamente 600 mil reais na tarde de segunda-feira (17). A empresa já restabeleceu os serviços.

A reportagem da TRIBUNA DO NORTE procurou o secretário estadual de saúde, George Antunes, mas não obteve resposta até o fechamento desta edição.

Quadro da saúde estadual

Efetivo
13.554 é o número de servidores efetivos (sem os municipalizados)

854 são municipalizados

Destes, 2.741 já tem tempo para se aposentar (30 anos ou mais de serviço)

3.461 estão próximos a atingir o tempo necessário (25 a 30 anos de serviço)

45,7% dos servidores já tem tempo de se aposentar ou estão próximos

Evolução do Quadro
2012 - 16.082
 2014 - 15.233
2017 – 14.088

Por idade

13% já tem idade para solicitar aposentadoria e 40% da força poderá pedir nos próximos 5 anos

Por tempo de serviço
18% já tem tempo para solicitar aposentadoria e 25% da força poderá pedir no próximo quadriênio

Fonte: SISGEP/ERGON/SEARH



Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte